11 junho 2015

Coisas realmente importantes

Serei a única pessoa que sempre achou o Homer e a Marge Simpson um casal completamente disfuncional? 
Já vi muito episódio da série e acho que eles são o protótipo do casamento porque sim, porque ela trata de tudo, porque ele é que trabalha e ai o dinheiro. Não seria essa a intenção, usar esse estereótipo? Não percebo o drama todo que vai no meu facebook a propósito. 

Estranho mesmo seria os pais do Ruca separarem-se. Ou a Cinderela afinal já não ser feliz para sempre. 

5 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

O drama tem a ver com a quebra desse mesmo estereótipo, da house wife americana, porque entre gente conservadora, mesmo nos dias de hoje, o divórcio ainda é algo taboo!

Fuschia disse...

A mim também me chocou um pouco confesso. Talvez porque à minha volta tenha assistido a tantos divórcios de pessoas de carne e osso, que me sabia bem um final feliz, nem que fosse nos simpsons.

Mnemósine disse...

Oh Fuschia mas o divórcio não tem de ser um triste fim, pode ser o renascer das pessoas que se deixaram apagar pela obrigação. A Marge tem mais para dar e o Homer precisa de um abanão :)

Mnemósine disse...

L'Enfant está bem, percebo isso. Andam a mexer com o que temos como certo...

Fuschia disse...

Há de tudo. Conheço quem se tenha divorciado pela incompatibilidade e cansaço diários, mas não pela falta de amor. Para mim, isso é um fim triste.