19 setembro 2012

This or that?

É melhor ter a pessoa que desejamos mesmo sabendo que não tem o mesmo significado para ela que tem para nós, ou nunca chegar a tê-la?

5 comentários:

Fuschia disse...

Depende do que significa "não ter o mesmo significado". É porque as pessoas sentem, percepcionam, apaixonam-se de forma diferente. Agora se isso significa que uma das pessoas sente que dá muito mais do que recebe ou vice versa, acho que é mau.

From now on, please, call me Tinkerbell* disse...

Depende do ego e do orgulho de cada um! Se há algo que me desmotiva numa ralação é não estarem os dois no mesmo comprimento de onda. Não estou a quantificar sentimentos, antes desejos, aspirações e objectivos comuns. Não acho que faça sentido, por mais que seja a pessoa que sempre desejamos, ter alguem que nao nos quer da mesma forma. Não engrandece em nada essa pessoa. Só que enquanto há egos que se bastam dessa forma, com o ter algo que querem, há outros que não. E o meu não é egoista a esse ponto. Nem sei se felizmente ou infelizmente!

L'Enfant Terrible disse...

Ou bem que se tem na totalidade ou então mais vale não ter, isto porque se assim for o que quer que se tenha vai ser por pouco tempo e ao invés de se sorver o que se julga ser uma boa companhia acabar-se-á por ter uma péssima companhia!

GATA disse...

No caso concreto, eu preferia nunca chegar a ter...

Corvo disse...

Os escravos do preconceito da posse responderiam prontamente afirmando que "antes um pássaro na mão que dois a voar".






Pessoalmente, relembro que nesta ou noutra vida, nós humanos, profanos, jamais seremos donos do que quer que seja.
Portanto, mais importante que ter determinada pessoa, é ter as faculdades mínimas quem me permitam entender a razão de (a) desejar.