29 abril 2011

A quem possa interessar

6 comentários
Site que revela as despesas do Estado já está disponível

Ah! Afinal há mesmo quem exija saber, sem ser por "eleitoralismo" (não gosto da palavra).

(Só falta saber o resto)

28 abril 2011

Amor de Perdição CX

2 comentários
Gosto de fingir que acredito nas mentiras dos outros.


A propósito, quero deixar aqui esta declaração:

Nunca na minha vida conheci um homem que soubesse mentir.

27 abril 2011

Estado do Mundinho

7 comentários
(a coisa anda tão boa ou tão que não precisei de mais do que abrir o site de um jornal para saber que era isto que ia escrever)

José Lello (alega que) não soube usar o seu Blackberry e que postou no facebook o que pretendia que fosse uma mensagem pessoal. Aqui. Pelo menos não inventou demasiado, não culpou hackers. Já nem precisamos da criatividade de alguns (ver imagem) para nos rirmos.
O PSD exige ao Governo todas as contas do Estado. Não digo todas as contas, mas não devíamos todos exigir saber? Claro que isso ia dar origem a muitas opiniões mas se calhar ajudava a perceber ao certo o que se passa (além de que quase ninguém teria paciência para de facto consultar registos)

Finalmente vejo uma proposta no sentido de alterar o calendário lectivo e respectivas interrupções. Sempre achei mal não só o facto de as interrupções estar ligadas a festas religiosas mas também as "férias grandes" serem enormes, em detrimento do descanso durante o resto do ano. Embora ache a proposta ainda pouco abrangente (pelo que li), tem de se começ
ar por algum lado e as razões apresentadas não deviam ser contestadas logo pelos pais.

26 abril 2011

Ódio de estimação CX

3 comentários
Odeio aquelas almoçaradas/jantaradas em que se convidam todos e mais um, resultando num amontoado de gente que até se conhece mas com quem não se conversa. Chega-se ao fim quase como se fosse um ajuntamento de 5 ou 6 pessoas (o que é bom) mas com a sensação de se ter desperdiçado a oportunidade de estar com todos os outros.

25 abril 2011

(sem título)

2 comentários
(deve ser de mim, mesmo, mas há qualquer coisa que me impede de dizer bem deste país. Eu tento e às vezes até me esforço - a sério! - mas depois... não dá)

(por exemplo:)

SNS tem 900 mil utentes fantasma que vão ser apagados.

Boa medida, sim senhor. Mas estas 900 mil pessoas não deviam sequer lá estar. Tendo em conta a quantidade gigantesca de gente que não tem médico de família não era de ter feito isto....sei lá, há uma década atrás? Estamos em 2011, esta porcaria está quase toda informatizada e há uma necessidade permanente de médicos de familia e ainda ninguém se lembrou que se calhar era de começar a contar cabeças?

Hm.....antes tarde que nunca, é certo.
E devagar se vai ao longe, e essas coisas.

22 abril 2011

Sò me saem duques

2 comentários
Ontem passei numa portagem e estendi o cartão multibanco à portageira para pagar.
-ah estes cartões não funcionam
-desculpe? é um cartão multibanco normal.
- (qualquer coisa de ser provisório)
- é um cartão normal.
- olhe então não faço ideia.

Isto tudo sem pegar no cartão. Que é, de facto, um cartão igualzinho aos outros todos.
Se estivesse sozinha dizia que não tinha mais nenhuma forma de pagamento e estou capaz de apostar que havia de passar o cartão e cobrar a portagem sem problemas.

21 abril 2011

Amor de Perdição CIX

8 comentários
Para compensar o deprimente humor dos programas portugueses "para rir", adoro o How I met your mother / Foi assim que aconteceu (brilhante tradução btw).
Não só cumpre os seus objectivos como é ainda um criador de quotes muito boas e de infindável utilidade.
Por estes dias ando a devorar episódios da última season. Qual é a versão de "page-turner" para séries?

20 abril 2011

Inquietação

3 comentários
Estou muito inquieta. Por causa desta desgraceira toda no Japão, especificamente a parte nuclear em Fukushima, impediram-me de comer sushi. Acho um exagero mas na falta de opções obedeço. O problema é..então e agora, quando é que posso comer?
Se fosse perigoso a UE já tinha dito alguma coisa, mas esse argumento não colou. O peixe vem todo da lota mas isso originou uma listagem de tudo o que mais se come além do peixe.

:(
Estou perturbada, ok? Sou do contra e isto só me dá apetites.

19 abril 2011

Ódio de estimação CIX

5 comentários
Odeio os programas de suposto humor tipo malucos do riso. Só de pensar rebolo os olhos. É tão estupidificante que assusta.

18 abril 2011

Também fizeram umas misturas...

6 comentários
Então o Licor Beirão foi fazer uma campanha com o Futre? O Futre? O tipo que há menos de nada fez uma figura triste de todo o tamanho, deixou o país inteiro a rir dele e a fazer todo o tipo de piadas. O mesmo que anda ainda pelas bocas do mundo por más razões e que parece (?) ter perdido a noção de ridículo. E o Licor Beirão vai fazer publicidade com ele e só com ele? Uma pessoa que além de tudo é feia e que se não fosse pela carrada de "view" e "share" e "watch again" não seria sequer reconhecido pela maioria dos portugueses.
E depois ainda borram mais a pintura e põem o homem a oferecer um porche. Primeiro, remetem para aquilo que o pôs na berlinda. Segundo, oferecem um carro de luxo num país que está sentado à espera que lhe apresentem a conta para os próximos anos e o consequente plano de pagamento.
Se oferecessem cheques-oferta da Galp era mais esperto. Faziam com aquela jovem alta e magra que fazia os anúncios das bilhas levezinhas. Mais barato e muito, muito menos lamentável.

15 abril 2011

Conhecem a história de Pedro e o Lobo?

4 comentários
Ministra: "Não vai haver falta" de fármacos nos hospitais

Helena André diz que previsões do FMI sobre desemprego não devem assustar


FMI: Portugal vai sofrer cortes dolorosos durante muito tempo

(isto é como um daqueles jogos de lógica em que tem de se identificar qual é que não faz parte do grupo)

Não consigo formatar esta porcaria decentemente.

14 abril 2011

Amor de Perdição CVIII

7 comentários
Estou a gostar desta Páscos tardia. Não me lembro de alguma vez ter tido a oportunidade de intercalar morangos com amêndoas mas garanto que é bom.
Amêndoas molares, como não podia deixar de ser, que enjoam um bocadinho a partir da quinta de seguida e por isso casam muito bem com um moranguinho para desenjoar e seguir comendo.


Ai se a minha mãe me visse....acabava-se tudo em metade do tempo.

13 abril 2011

Diz que sim,

2 comentários
que é hoje que se decide qual é a melhor maneira de pagarmos todos os buracos que 'eles' andaram a cavar nas finanças públicas mais a moleza da nossa actividade económica.

Não é bonito nem cheira bem, mas é preciso dizer que também não é tarefa fácil arranjar soluções para isto (apetece dizer que se fosse já se tinha pedido ajuda há mais tempo, mas a verdade é que acho que seria injusto dizê-lo).

É como quando um fio comprido se enrola todo sobre si próprio, formando nós apertados, e depois há alguém que fica tempos infindáveis a desembaraçar aquilo quando todos dizem que o melhor é cortar e mandar o resto para o lixo.

12 abril 2011

Ódio de estimação CVIII

2 comentários
Dear people,

por favor não me contem histórias em que a certa altura dizem "e pronto, aí o gajo calou-se" como se isso mostrasse a razão que têm. Percebam que quando há uma divergência de opiniões (chamemos-lhe assim) e uma pessoa se cala é quase sempre porque desistiu de ter uma conversa civilizada e vos vai deixar dizer todas as barbaridades para a seguir fazer o que quer ou vos explicar o mesmo que já explicava antes mas sem sucesso.
"O gajo calou-se" é mais ou menos como "o gajo virou-me as costas", não é coisa de que se devam orgulhar, ok? Fiquem lá com as vossas histórinhas e deixem passar quem trabalha.

P.S. Quem faz com que alguém se cale apenas pelos seus argumentos serem válidos não precisa de frisar que a pessoa se calou. É fácil distinguir.

11 abril 2011

Já que a economia vai mudar..

5 comentários
Agora que já brincámos todos às casinhas durante uns bons anos (só não brincou quem não quis) podemos começar a vender o que não usamos mas ainda está em bom estado. Afinal temos dividas e convém pagá-las. E não é vergonha nenhuma vender-se parte do que se tem mas já não tem utilidade.
Por exemplo, estou certa de que o Sr. Sarkozi teria muito gosto em adquirir o nosso Sócrates. Ficava com um companheiro de corridas, mais um arranjo bonito para as fotos na ausência de sua esposa, além de que ainda ganhava quem lhe fizesse olhinhos (é inegável que o Zé tem uns olhos pestanudos e ouvi dizer que a Carla já não mexe).
Depois, temos o Durão e o Guterres alugados. Sabendo que estão satisfeitos com o produto (e ainda bem) podemos dar, a cada um dos seus poisos, preferência na aquisição e desconto em pontos. Além de que continuam a trabalhar (haja alguém que o faz).
Para a rainha de Inglaterra temos uma primeira-dama e duas ex. Qualquer uma delas culta e bem apresentada, seriam óptima companhia e uma finesse no chá das cinco com as amigas e a neta nova.

Pessoalmente acho que podíamos fazer grandes negócios. Isto pensado com cuidado ainda conseguimos despachar toda a classe política e ainda éramos capazes de governar o país às claras já a partir do ano que vem.


Não me posso esquecer de referir que os ilustres apresentados anteriormente seguem com enxoval, tachos incluídos (as senhoras referidas que não se ofendam, mas não vos consegui vender os maridos).

08 abril 2011

(sem título)

5 comentários
Não saiu uma norma qualquer a obrigar que se entregue recibos aos clientes mesmo sem ser solicitado? Não era suposto isto estar já em vigor?


Estava convencida que sim, embora não tenha estado com a devida atenção ao tema. Mas ontem estive a tirar a papelada da carteira e apercebi-me que nem os que dão papéis estão a cumprir isto.
Bem sei que andamos todos a brincar e que as regras são para os totós mas fiquei sem saber se a lei manda que se emitam facturas/recibos ou se sonhei com isso.
Quem souber faça o favor de me esclarecer. Obrigada.

07 abril 2011

Amor de Perdição CVII

2 comentários
Confesso: tenho um gosto especial na observação da reacção de algumas pessoas que se enervam com situações e ainda desesperam ou se irritam (mais) com a minha serenidade perante a cena.

06 abril 2011

(sem título)

7 comentários
Começo a convencer-me que esta coisa do Census 2011 vai ser a maior inutilidade do ano (ia dizer década mas lembrei-me que ainda agora começou). Com a quantidade de perguntas tontas, mal formuladas ou direccionada de forma a que os resultados não são de fiar e as que já se diz que não vão ser consideradas... sobra o quê? saber quantos somos e que idade temos? não é mau, de facto, mas é capaz de ser um investimento grande para tão poucos dados.

Tenho preguiça de procurar links mas deixo alguns exemplos que já li ou ouvi (dêem mais!):
- a pergunta de quantas pessoas estavam às 0h do dia 21h naquela residência não vai ser considerada (também não lhe vi utilidade)
- os falsos recibos verdes não são contabilizados e ainda se misturam com os contratados
- os sem-abrigo preenchem census como se habitassem em prédios de luxo (exemplo do parque das nações/gare do oriente)

05 abril 2011

Ódio de estimação CVII

10 comentários
Estou a odiar esta recente mania americana de passar as séries às pinguinhas.
Ora toma lá metade da série, uma vez por semana, agora espera dois meses até ao próximo episódio (ah aquilo estava mesmo no ponto e não podes esperar? vai ter de ser). E agora mais dois episódios e até daqui a umas semanas.

E o pessoal espera. Acho uma falta de consideração, a sério.
Acho que vou voltar às novelas.

04 abril 2011

Porque não sou fashionblogger (1?)

3 comentários
Anda a fashionblogosfera apresentando a nova colecção da H&M, uma que é ecológica por causa dos materiais (coisa que me agrada geralmente), dizendo que é tão linda e tão Verão e eu olho para aquilo e só me lembro das mulheres da nobreza dos filmes que quando tiram os vestidões têm daquilo vestido. Igual, aos meus olhos.