14 dezembro 2011

Já não era sem tempo

... a alteração das regras de atribuição de subsídio de desemprego aos "trabalhadores independentes".
Um esquema a que quase todas as empresas recorrem, de forma ilegal (pela intenção de manter o trabalhador por tempo indeterminado, com as mesmas funções e mesmo pagamento - caso haja dúvidas), e que o Estado não consegue impedir, tendo poucas vezes mexido uma palha nesse sentido, e sendo também um dos (elos-mais-fortes) beneficiários.
Na minha opinião uma das mais maiores sacanices que se praticam no mercado de trabalho. Pior que cunhas.

Será mesmo desta?

2 comentários:

S* disse...

Finalmente. Não bastava terem um trabalho instável e ainda perdiam o direito ao desemprego.

GATA disse...

Eu sou como São Tomé, só acredito quando vejo.