08 dezembro 2011

Digam lá...

...sou só eu a achar esta coisa de trabalhar mais 30minutos/dia uma grande palhaçada?

Nas empresas privadas haverá talvez cerca de 25% de pessoas que não trabalhem em média (pelo menos) 30min extra/dia, feitas as contas no fim do mês. Ou isto é só impressão minha?
No público depende das categorias profissionais mas, por exemplo, quão ridículo é impor mais 30 minutos aos professores que fazem boa parte do seu trabalho fora do período lectivo?

Mais 30min parece-me a pergunta do "posso ficar a dever-lhe 1 cêntimo?"... faz diferença mas fica tudo muito igual.

6 comentários:

S* disse...

É ridículo e, na verdade, não vai dar em nada.

carla disse...

mais meia hora de trabalho por dia, não implica que efectivamente se trabalhe...a mim parece-me até que mais meia hora pode ter é + gastos para a entidade patronal e pouco rendimento do trabalhador, mas pronto...quem fez esta lei deve saber algo que eu não sei, como por exemplo, como aproveitar melhor a rentibildade dum trabalhador qd ele já está esgotado....não, não és só tu a achar palhaçada:)

L'Enfant Terrible disse...

Agora em vez da malta fazer ronha durante 30 minutos entre cafés, tabacos, wc's e afins, vai ronhar uma hora para compensar a meia-hora a mais!

Fuschia disse...

O comentário que eu ouvi de várias pessoas no privado foi "ok, então agora SÓ fazemos essa meia hora a mais". Eu acho que isso é uma medida essencialmente para fábricas ou lojas, não vai funcionar no resto. Mas de qualquer forma, cada empresa decide ou não aplicar a medida. A lei não representa uma obrigação, mas um direito que a empresa pode exigir.

GATA disse...

Eu trabalho mais meia hora por dia, por vezes até mais uma hora por dia, e nunca recebi (meias) horas extra!

Pipa disse...

Também acho ridiculo. Eu já fico na maior parte dos dias mais dez ou quinze minutos (quando não é mais, ou quando não venho desenrrascar ao fim de semana), o que ao final do mês dá a volta de dois dias de trabalho que não é pago.