02 dezembro 2011

Chocante

Nem sei que diga. Ia dizer muitas coisas, nada serve.


Uma jovem afegã condenada por “adultério” depois de ter sido violada vai sair da prisão – mas apenas depois de concordar casar com o homem que a violou, o marido de uma prima. [in Público]

De sublinhar que esta decisão (só) foi tomada devido à pressão que chegou ao presidente depois de ter sido feito um documentário sobre a mulher, presa há dois anos com a filha que tem do violador.
É de ler a notícia.

3 comentários:

GATA disse...

Os árabes... nem com 'primaveras' mudam.

Aliás, mulheres e animais serão sempre criaturas inferiores.

S* disse...

Coitada... já não chega a violação, ainda dizem que tem culpa. :/

Krystel disse...

Não consigo respeitar culturas assim...peço desculpa, mas não consigo.