26 setembro 2011

(sem título)

Gostava muito que as pessoas com quem trabalho ou trabalhei parassem de prostituir o meu número de telemóvel pessoal, aquele que eu pago e mantenho ligado para poder falar com as minhas pessoas.
Já agora era bonito que aqueles que obtêm o meu número (nunca por mim) tivessem sensibilidade para perceber que, se não os atendi à primeira não irei atender naquele momento, escusam de ligar 3 vezes seguidas só para saberem se eu já vi o email que me enviaram 1h antes - hint: se não respondi é porque não tenho resposta, mesmo que já o tenha lido.
Finalmente, não vão conseguir muito de mim se me continuarem a servir de despertador antecipado.

6 comentários:

Allie disse...

Eu nunca aceitaria que dessem o meu numero pessoal para contactos profissionais sem a minha autorização. Aliás, bastaria uma vez para o caldo entornar completamente. Quanto aqueles que insistem em ligar 3 vezes, também tenho dessas peças aqui no escritório. Habituei-me a não atender, ligar passados 10 minutos e informar de forma bem clara que se não atendi é porque estava ocupada. Alguns têm aprendido.

Aflito disse...

O teu número fode com alguém por dinheiro? :|

Inês disse...

Hm, 3 vezes seguidas não ligo. Mas ligo para saber se receberam o mail, sim senhora (às vezes). Não espero é uma hora para ligar, só tipo 5 min :P E já nem sei o que é ter um número pessoal :(

Sokyu disse...

Deixa lá, um dia vais para o céu e lá não há rede.

Mnemósine disse...

Lol Sokyu

Aflito disse...

Não há rede no céu?
Deve ser como o Circo Chen, então.