23 agosto 2011

Por cá (de ontem, a chegada)

Por aqui chuva, chuva, trovoada, chuva, sol.

Ainda não há 24h que cá estou e tenho já o que contar.

Começando pela TAP, essa que supostamente prima pelo serviço. Essa empresa tem a lata de servir como refeição a bordo uma sandes deslavada e uma gelatina num voo que levanta às 12h45 (mais atraso, menos atraso). Sendo que a antecedência mínima para o check-in são 120min, qualquer pessoa ali estaria no aeroporto desde as 10h30 da manhã, mais coisa menos coisa, contando que a hora prevista de chegada era 16h30 hora local, a TAP obriga os seus passageiros a estarem até às 17h30 mínimo dos mínimos com o pequeno almoço, uma sandes e uma gelatina no bucho. Não acho normal. Eu só consegui voltar a comer passava das 19h (18h de Lx).
Depois o serviço: vergonhoso. Começando por a hospedeira obrigar um passageiro sentado no meio de outros dois (desconhecidos) a levantar-se para pôr a porcaria de uma mochila no local apropriado, sendo que ele se sentou sem a colocar ali porque a senhora disse que ele teria de esperar pois não havia espaço... Acabando no café/chá que é servido ao mesmo tempo que a sandes. Mau.



À chegada, como disse acima, muita muita chuva. Dá imenso jeito com a bagagem.
A primeira impressão foi péssima: gente estranha, ruas porcas (só as esperava mal-cheirosas), um ambiente soturno e pesado. Estive na rua apenas para (1) procurar o hotel e (2) procurar um restaurante e voltar ao hotel e fui logo dar (imagino) com os piores sítios, incluindo um dos locais com putedo barato amiúde (perdoem a linguagem).
Anyway, ontem só queria mesmo comer e dormir.

Ao regressar ao hotel pedi a password da internet, cheguei ao quarto e nada. Desci à recepção (o telefone não funcionava) e...
ah e tal há alguns quartos onde não dá...experimente no corredor.
Ai, deves. Então mas isso não me parece bem, olhe que não era isso que estava divulgado.
Desça amanhã tão cedo quanto puder e tentamos mudá-la de quarto.

Menos mal. Lá fui ao corredor ver o mail, um dia não são dias.

Adormeci ainda não era meia-noite, com um calor de ananases dentro do quarto, uma torre de refrigeração apontada a mim e completamente destapada. 3 da manhã e eu acordada, um calor horrível e eu sem poder sequer abrir a janela tal era o temporal: chuva intensa, vento, trovões e alguns relâmpagos. Rebolei, rebolei. Nem net tinha, já maldizia a minha vida. Decidi ir refrescar a cara com água. Só corre água quente. Lembrei-me do Jim Carrey porque isto parece a intro de um filme dele. Lá para as 5 voltei a dormir.

Hoje já sai, já fui a sítios. Não é o ghetto que parecia ontem à noite, não.
Vou ver mais umas coisas e depois conto.


11 comentários:

GATA disse...

Ai, só tu para me fazeres rir!

Não tenho razão de queixa da TAP, no entanto não aconselho a IBERIA a ninguém: atrasos e mais atrasos, e amendoins! :-)

Hum... "putedo barato"...não estás alojada na zona da Gare du Nord, pois não???

Titanices disse...

Não escreveste este post sentadinha num qualquer corredor de hotel, pois não? Vês? Pelo menos já tens um quarto com NET, menos mal... Quanto ao tempo... temos pena, mas parece que é mais do mesmo por todo o lado... aproveita ao máximo... só o cheiro das ruas e o lixo é que é intransponível, a menos que estejas o tempo suficiente para organizar uma revolta contra as entidades públicas responsáveis pela limpeza das ruas do teu destino de férias (que eu ainda não descobri qual é...)

" Smile disse...

Que começo :(
Mas vais ver que acaba bem :)

S* disse...

Para os preços altos que cobram, ridículo.

Anónimo disse...

Olá, com o devido respeito permita-me o seguinte comentário:
a TAP pede a comparecença dos passageiros 120m antes visto que há uma logística enorme antes que o voo "simplesmente" descole: há que fazer check-in, enviar as malas para a placa, separá-las por destino, transporte para o avião, raio-x das mesmas e do passageiro, alfândega quando aplicável,transporte do passageiro etc, etc. Sem dúvida que por vezes á atrasos, mas a aviação funciona em cadeia e áreas separadas que convergem para o mesmo fim. Maioritariamente os voos atrasam porque estão à espera de ligações ou porque o avião já chega atrasado ao aeroporto, consequentemente atrasando limpeza, catering, manutenção. Actualmente a TAP é das poucas companhias a servir refeição em voos curtos, tendo em conta que as sandes aplicam-se a voos até 3h. Voos maiores teêm serviço com bandeja quente. Um lanche com sandes quente, gelatina ou doce, bebida e café, é mais que suficiente para um trajecto tão curto na Europa. Concerteza que de antemão terá alguma ideia do tempo que durará o seu voo e não há nenhum impedimento em levar algo para comer a bordo caso ache que não ficará satisfeita em 3h.
No avião todas as medidas que tomamos durante o embarque, voo e ateragem são sempre de antecipação perante alguma adversidade que felizmente poucas vezes acontece, não as tomamos para "implicar" com alguém. Para quem está de fora uma mochila é somente uma bagagem, mas perante uma evacuação é um obstáculo, especialmente para o passageiro da janela. Nós assistentes de bordo (hospedeira caíu em desuzo), pedimos ao passageiro a colocação da bagagem, pois é impossível e não faz parte das nossas tarefas sermos nós a colocá-las porque o peso da mochila ou saco do passageiro é da responsabilidade dele. Imagine quantas "mochilas" nós teriamos que colocar ao longo da nossa vida profissional e o estado das nossas costas que já não é dos melhores por andar a empurrar trolleys.
Sim, de facto os bilhetes são mais caros, mas garanto-lhe que escolheu a TAP por saber que vai em segurança, esse factor importantissimo que a companhia conquistou na aviação. E a sua segurança não tem preço;)
Bons passeios efica o esclarecimento! No regresso veja tudo com outros olhos :)

GATA disse...

Depois de ler o comentário da Assistente de Bordo (presumo que seja uma senhora, se não for, aceite desde já as minhas desculpas!), tenho que dizer 2 coisas:

1. sempre que possível peço fila de emergência e nessa fila não é permitida bagagem de mão (no chão) durante a descolagem e a aterragem. Aquando da última viagem na TAP, depois da descolagem, a AdB veio perguntar-me se eu queria a minha mala, fiquei agradavelmente surpreendida com gesto, porque ela podia estar "nas tintas", eu que me levantasse e tirasse a mala, se quisesse!

2. muitas vezes viajo com trolley na cabina e somente uma vez necessitei de ajuda de um AdB, pois estava com um problema num braço. Mas não cheguei a falar porque o AdB viu-me e veio logo ajudar-me (na chegada ao destino foi o 'vizinho do lado' - que tinha visto a cena - quem me ajudou).

Assim, reitero o que disse sobre a TAP, e também sobre a IBERIA. :-)

Mnemósine disse...

GATA (rsp ao primeiro comentário): não, estou entre as estações Midi e Central mas cometi o erro de vir pela primeira, o caminho é mais simples e não estava avisada. Aquilo nem é nenhum fim de mundo mas com a chuva parecia um bocadinho :)

Mnemósine disse...

Titanices: pois não, não escrevi! Mas e tivesse de ser, que remédio. Curiosamente entretanto consultei a página do hotel e tem a informação actualizada, "internet em todo o hotel" (como esta na minha reserva) mudou para "internet nas zonas públicas". Mas como me resolveram o problema, não tenho de que me queixar.
Quanto ao tempo, melhorou substancialmente, por isso feliz da vida.

Mnemósine disse...

S* foi o que achei :)
Smile, já melhorou...foi um mau primeiro impacto. Comigo não é inédito, acho que é de mim e não das cidades ;)

Mnemósine disse...

Anónima Assistente de Bordo:
Antes de mais queira desculpar se o termo hospeira se tornou de alguma forma redutor, uso-o por hábito apenas.
Quanto ao resto, note que me refiro ao tempo de antecedência para check-in apenas para balizar as horas de espera, e não como crítica. Se me dissesse para lá estar 4h antes, estaria sem piar. Compreendo a logística que implica e prefiro cumprir tudo o que me pedem.
Quanto às críticas que efectivamente faço, se as faço é precisamente por estar habituada a um bom serviço por parte da companhia que é quase sempre a minha escolha. Mais lhe digo que por saber que este não é o habitual serviço é que me surpreende um pouco o seu comentário.
O problema com a bagagem do passageiro não foi a AdB não se ter disponibilizado, gosto pouco de criadagem. A questão ali foi mesmo este ser um caso de excepção em que o passageiro pretendia pôr a bagagem no local apropriado mas não havia espaço, tendo-lhe sido dito que se sentasse e depois que se voltasse a levantar, obrigando um senhor já de idade a levantar-se bem como o próprio. No video com as normas de segurança, que conhece provavelmente melhor que eu, é mencionado que os AdB estão disponiveis para ajudar nesta tarefa. Não julgo necessário ou prático que o façam com todos, apenas em casos particulares.
Quanto à comida, percebi a sua explicação e nesse caso discordo da opção da empresa. Sugere-me que leve alguma coisa para comer mas se o quisesse fazer teria de deixar tudo no controlo de segurança, não? Ou comprar no aeroporto e em qualquer dos casos comer frio. Para mim tem mais lógica que se adapte a refeição à hora do voo.
Finalmente, julgo que não terá referido a questão do café por concordar que não faz parte dos hábitos da empresa.

Agradeço-lhe o seu comentário e sublinho que tenho pouco de que me queixar da TAP, daí mencionar estes episódios que, todos juntos, me desiludiram.

GATA disse...

A zona da Midi é melhor que a da Nord, e a da Central é melhor que as outras duas. :-)