18 julho 2011

Todos os dias alguém descobre a pólvora

É o que vale.

O Sol noticia: Arrendamento tem preços desajustados.

Era muito difícil perceber isto.
Se compararmos o ordenado mínimo nacional com o preço mais baixo do arrendamento de uma casa minúscula numa cidade ou arredores próximos e depois subtrairmos o segundo ao primeiro, dá para uma pessoa comer e comprar o passe social. Granda sorte.
Se pegarmos num ordenado médio, numa casa aceitável numa zona periférica com uma renda também dentro do habitual, se atribuirmos o conjunto a uma família comum - com um ou dois filhos, um ou dois ordenados dos médios - e depois fizermos contas... Bom mas será preciso fazer contas ou toda a gente sabe como é?

Pois.

2 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

E ainda assim há tantas "pólvoras" para serem descobertas!

Filipa Arez disse...

olha que novidade, realmente... é que eu ainda nem tinha percebido, eu que tenho um salário um pouco acima do mínimo e vivo na cidade, numa casa arrendada...