26 julho 2011

Ódio de estimação CXXIII

Odeio o lugar cativo que a insegurança está a tomar no nosso dia-a-dia.

Não basta tudo aquilo a que não podemos escapar e agora temos a presença continua desta nuvem - são os loucos na estrada (sou só eu a achar que está cada vez pior?), os loucos com armas, os loucos das agências de rating, mais os que cortam nos empregos, nos ordenados, nos subsídios (que não sendo loucos fazem uma boa contribuição para a insegurança).

E a despreocupação sabe tão bem...

3 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Acho que o melhor mesmo é fazer de conta que nos juntamos a eles! Ou seja, parecermos loucos, nem que seja só para afastar a loucura dos outros!

Mnemósine disse...

Continuamos sujeitos a loucura deles, mesmo assim.

S* disse...

Felizmente, a minha pequena cidade ainda é segura.