23 março 2011

(sem título)

Quando há estes impasses políticos tenho a sensação de que devia ficar frente à tv a acompanhar a cobertura exaustiva e a análise atenta que os canais não fazem. Por sua vez essa sensação traz-me a memória que não tenho dos tempos de reuniões à volta do rádio, respiração suspensa, ouvido atento.
Sadly, a política de agora enfada-me (será de mim, será deles, será da economia?) e esse modesto entusiasmo dura pouco, muito pouco, e as novidades não o trazem de volta.

O que diz respeito a todos, ao presente e ao futuro, equipara-se agora a uma novela.

3 comentários:

GATA disse...

Depois de ter ido buscar uma lupa para ler o texto, digo o seguinte: ESTOU FARTA!

Ou acabam com a m*rda do impasse de uma vez por todas, ou calam-se e trabalham! Mas trabalham A SÉRIO, como eu, que hoje cheguei ao estaminé às 7:32 horas! E ao contrário dos 'meninos' da CP, a mim ninguém me paga horas extra nem subsídio de almoço nem de transporte...

L'Enfant Terrible disse...

E cada vez mais uma novela que mete nojo!

Di disse...

oh moça, realmente é preciso uma lupa para ler isto!
O drama é sempre o mesmo, os personagens não mudam por isso não há nem grandes nem pequenas expectativas... não há.
bah p'ra isto!