22 março 2011

Ódio de estimação CV

Há algo em mim que me impede de me aperceber antes de sair de casa que vou ficar sem bateria no telemóvel durante o dia. Desconfio que é o facto de me atrasar todo o santo dia em relação à hora a que pretendia sair de casa (da cama, para dizer a verdade).

Aparentemente, ficar sem bateria em tal apêndice é dos mais graves pecados que posso cometer, dando direito a sermões que parecem não ter fim. Ao contrário da bateria.

E depois é esta minha sorte, há dias e dias em que me telefonam 1 ou 2 pessoas, coisas rápidas quase sempre, e nos dias em que a bateria escasseia todo o mundo quer conversa.

(sim, já sei, um dia destes eu levo um carregador para o trabalho e deixo-o ficar lá)

2 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Normalmente qunando mais se precisas das coisas é que elas falham!

Lin Na disse...

Pois, eu já tenho a mania de andar com um carregador atrás nos dias que sei que vou ficar sem bateria. Mesmo que talvez não tenha oportunidade de o deixar a carregar. Já me salvou algumas vezes.