11 março 2011

Caros senhores que mandam nos jornais deste país,

não sei o que vos anda a passar pela cabeça. Não, não é mais um post a informar-vos que considero o vosso news value uma grande desilusão/palhaçada/incongruência/idiotice (riscar o que não se aplicar, if any). É mesmo sobre essa ideia peregrina de direccionar os vossos leitores online para versões digitais da notícia, quais catálogos.

Deixaram de saber fazer copy-paste? Ou deixaram de pôr a satisfação do leitor como prioridade n.º 1 ? (ah espera, se calhar não era bem assim)
Que vantagem podem tirar dessas inovações?

Acham que a maioria das pessoas que consulta o site de um jornal que aprecia vai comprar a versão impressa só por isso?
Ou pretendem diminuir drasticamente as visitas ao site? Cuidado com os anunciantes! Eu, como blogger que linka notícias com frequência, não vou linkar para páginas onde é preciso carregar em não sei quantos botões e procurar aquilo a que me refiro. Além de que quando vos cito não faço cópia como na escola primária, logo preciso que o ctrl+c funcione.
E acham por acaso que as pessoas têm tempo para cada vez que quiserem ler outra noticia carregar no triplo dos botões? Não, cada vez mais se procura o instantâneo e se vocês não oferecem um bom serviço, há quem o faça.
Além de não ter tempo a perder, o leitor não gosta de se sentir limitado. Os serviços deviam ser alargados e não limitados. Querem mais dinheiro (embora não perceba como o estão a fazer com estas alterações mas devem estar ou não as inseriam) então ofereçam serviços de qualidade a preços acessíveis ao cidadão comum.

Deixem-se de tretas, por favor.

1 comentários:

Cláudia Rodrigues (sim, sou eu mesma) disse...

Apetece linkar para o meu blogue! ;) Sempre pertinente.