05 janeiro 2011

INE que nã percebi?

Eu até não me considero muito tontinha, burra como dizia a outro do anúncio, nem de compreensão lenta ou com semelhantes dificuldades de entendimento, mas a sério que me faz muita espécie como é que a mudança de metodologia na recolha de dados inviabiliza a comparação desses com os dos anos anteriores.
Os dados não são os mesmos?
Estão a dizer-me, portanto, que os números que me apresentam são muito pouco fiáveis. Se originam números diferentes conforme sejam recolhidos presencialmente ou através de entrevista telefónica...
Além disso, se a mudança de método visa uniformizar a recolha feita em Portugal com a dos restantes países da Europa + se devido à mudança os dados antigos não são comparáveis com os novos = estão também a dizer-me que andamos a comparar percentagens várias com os colegas europeus erradamente, pois se a metodologia era diferente os dados não são comparáveis.

Estou muito longe da verdade?

Para "mais informação" é seguir este link.

5 comentários:

Fuschia disse...

Ou a noticia está fabulástica e a coisa não é bem assim, ou então alguém devia explicar devagarinho como é possivel fazer-se uma coisa dessas. Tipo, ups, olha que chatice, desculpem lá qualquer coisinha, a partir de agora não dá para comparar numeros com os anos anteriores.

Sofia disse...

Lol, a estatistica tem muito que se lhe diga! Pelos vistos, o que não é raro acontecer em Portugal, cruzam-se dados sem qualquer rigor. Mais cedo ou mais tarde o resultado será um grande molho de bróculos!
Beijinhos,
Sofia

L'Enfant Terrible disse...

Nem sei para que se dão ao trabalho de andar a apresentar dados, toda a gente acredita se forem negativos, se forem positivos já ninguém acredita! E depois a conclusão é sempre a mesma, estamos na Europa...geograficamente!

GATA disse...

Comparações de Portugal com outros países dá sempre mau resultado...

Anónimo disse...

intiresno muito, obrigado