21 dezembro 2010

Ódio de estimação XCII

(daquelas coisas que só reparamos quando acontecem)

Odeio a inevitabilidade de descobrir que a máquina da loiça avariou quando esta está cheia de loiça.
É que só se dá por isso quando se quer pôr a trabalhar ou quando já está a trabalhar (e nos inunda a cozinha, por exemplo).

...assim também eu, Murphy.

1 comentários:

Pintas disse...

Isso é tão mau :(