04 junho 2010

(sem título)

Às vezes tenho a impressão que há pessoas que se acham as únicas com dois dedos de testa no mundo e que isso lhes permite fazerem o que querem sem que ninguém repare que estão a tentar ultrapassar obstáculos ignorando-os. Ou então são tão totós que não entendem coisas muito simples. 
Por exemplo:
2 pessoas dirigem-se a uma empresa porque querem requisitar determinado serviço/serventia. Para isso pedem para falar com uma pessoa específica, que é quem acham que trata do assunto.
Essa pessoa está de férias, eu falo com as 2 duas pessoas.
Explicam-me o que querem.
Eu respondo: isso não fazemos. A alternativa é X. Podem requisitar X por email à pessoa com quem vinham falar ou a outra (dou os contactos) e logo vos dizem se X pode ser ou não. Mas Y, como querem, não com toda a certeza. 
No dia seguinte mandam um mail com uma grande explicação e a pedir Y. 

Eu ri-me quando vi, porque só podem mesmo achar-se mais inteligentes que o mundo inteiro..parece-me óbvio que o tema viria à baila entre mim e os meus colegas, não? 
Resposta ao mail: tal como a minha colega Mnemósine vos explicou, Y não fazemos (com uma explicação mais detalhada das razões). Se quiserem X pode ser nos termos tais.

3 comentários:

Pintas disse...

insiste, insiste LOL

Pipoca disse...

As pessoas muitas vezes têm esse defeito, fazerem-se de parvas para atingir certos fins... a única coisa coisa que tenho a dizer é: É uma parvoice xD

Mnemósine disse...

Pipoca o mais parvo de tudo é que, nesta situação especifica, as pessoas em causa tiveram aquilo que queriam, apenas em termos diferentes mas não tiveram mais custo nem mudaram os planos..foi só mesmo para serem chicos-espertos.