28 junho 2010

O cinismo

Um dia destes o meu pai fez anos. O meu "pai", de quem já por aqui falei (mal, para quem não saiba ainda).
Telefonei-lhe a dar-lhe os parabéns, como manda a boa educação. 
Não falávamos desde Fevereiro, altura em que a minha avó/mãe dele fez anos.
O telefonema durou 28 segundos. 

No fundo não se pode esticar muito a conversa, não há o que dizer.
Parabéns, tem um bom dia. Então está tudo bem, sim e contigo, também. 
O que interessa é saber se está tudo bem. Responde-se sempre que sim e não se insiste nessa trivialidade. Não vá eu precisar de dinheiro ou ele de um rim. 

3 comentários:

Salteador de Momentos disse...

Há coisas que não percebo. Realidades que abomino. Força

Mnemósine disse...

Salteador, isto é puro cinismo..nobody cares (anymore).

Throll disse...

como eu te compreendo