05 abril 2010

Um peso.

Trago diariamente este peso na alma: não consigo ler nem metade daquilo que gostaria. 
Tenho esta mania de ouvir as pessoas (não apenas as suas conversas) no metro e locais afins pelo que não leio nesses sítios, mesmo que tente não consigo porque desconcentro-me.
Felizmente (em geral, pelo menos) os meus almoços, lanches e jantares fora costumam ser acompanhados e se ler alguma coisa é um jornal partilhado. 
Em casa leio alegremente e em quantidade, blogs no sofá, livros na cama, revistas e jornais onde calha. 
Tenho ainda esta coisa, que partilho com boa parte do mundo, que é ter obrigações profissionais que me roubam muito tempo e, sobretudo, energia.
E, ainda, gosto de variar nos meus programas. 
Há um outro facto, esse bom sem dúvida, que é o mundo editorial ter crescido tanto que se publicam livros que nunca mais acabam, para todos os gostos. Se saíssem ao ano os livros que saem, em média, por semana, talvez conseguisse ler metade da selecção que faço. E essa selecção é, bem sei, parca - não só pela modéstia da carteira mas pela impossibilidade de conhecer o que é editado. 

Esta é uma das razões que me faz querer ser rica, ou abastada. Talvez seja ilusório pensar que teria mais tempo mas eu acho mesmo que teria. 
Este peso cresce pelo medo de um dia, e esse dia chegará, deixar de ter facilidade em ler e ser obrigada a abandonar este imenso prazer nas suas várias formas. 
Talvez a tecnologia evolua ainda mais, talvez tenha que me render aos e-books com a mesma relutância com que o faria hoje. Até lá, pesa-me a alma.

5 comentários:

Lebasiana disse...

eu até te perguntava o que é um e-book, mas como da última vez que te perguntei quem eram os Muse levei uma "ensaboadela" tão grande que... nem vou perguntar! lol


beijocas

Fuschia disse...

sinto o mesmo, mas o meu maior problema é sentir a maior parte do tempo os olhos tã cansados e a miopia não parar de aumentar e interrogar-me se daqui a 10 anos, ler não será demasiado desconfortável.

Mi disse...

Partilho essa frustração de não conseguir ler no metro se estiver alguém a conversar ao meu lado, é inevitável. Também precisava de mais tempo e dinheiro para ler tudo o que queria.
kiss

GATA disse...

Eu estou em "rehab"... porque comprava livros e depois não tinha tempo para os ler... Agora só voltarei a comprar livros quando despachar os que estão em lista de espera... Eu espero não ter nenhuma recaída... :-)

Mnemósine disse...

GATA, boa sorte!

Lebasiana...vá, menos! É isto: http://bit.ly/a268s9