12 abril 2010

Estado do Mund(inh)o

(não consigo formatar isto devidamente, desculpem lá)

“Cérebros” devem “criar oportunidades” quando em dificuldades no regresso a Portugal diz o ministro. Eu também acho. Até deviam era fazer um curso no Novas Oportunidades, a seguir um estágio e depois até podiam ir trabalhar para um call-centre. Toda a gente vê que o melhor para as pessoas que têm largas capacidades intelectuais é criarem as suas próprias oportunidades no seu país. Sim, porque isso de andarem a viver de bolsas de estudo no estrangeiro enquanto tentam, sei lá, fazer avançar o mundo, não está com nada. E o interesse de voltarem para Portugal até é todo deles, nós não precisamos de cá conservar malta a quem se chama "cérebro". 

Aliás, quem é que precisa de doutorados ou pré-doutorados quando tem crianças? Toda a gente sabe que as crianças são o futuro. Mesmo no século XXI (21, para não haver confusões). Aqui. 

Mesmo aqueles que começaram a trabalhar em pequenos, num local vigiado e teoricamente cumpridor de regras, recebendo quantias simpáticas (é o que se diz, pelo menos), gostam tanto de trabalhar que optam por arranjar uns biscates ainda antes de deixarem os seus teenage years. Aqui.  

Realmente, ó cérebros...apoios e oportunidades? Isto é um paraíso, deixem de se armar em esquisitinhos. Tantos bons exemplos para seguir e foram pôr-se a estudar... os vossos pais devem estar desolados.

3 comentários:

almighty yellowphant disse...

ahah um post ironico e inteligente. amei. :)

Fuschia disse...

(quando escrevo num documento de texto fora do Blogger, o truque é fazer o copy paste para o separador "Editar html" em vez do "Redigir".)

Mnemósine disse...

Fuschia, não foi o caso. Foi escrito directamente. Acho que é do template, às vezes dão-lhe uns achaques. Obrigada na mesma!