29 abril 2010

Amor de Perdição LXI

A ronha de manhã. Aqueles minutos que se passam na cama entre o despertador tocar e saltarmos da cama.

Não sei se no meu caso se pode chamar ronha àqueles 5 10 20 fuck it minutos que fico a dormir/lamentar-me/desligar o despertador. É que eu preciso mesmo de ali ficar. A sério. Não estou a brincar. É uma coisa física, mais do que psicológica.

8 comentários:

Last Angel disse...

Também sou assim. Que nervos.

Filipa disse...

isso é mesmo psicologico, experimenta acordar tipo 5 min antes da hora de estar no trabalho... Mas quando digo acordar é mesmo tipo acordar, olhar e perceber que o despertador falhou! qual ronha qual quê é saltar da cama e fazer tudo em 3 min o que é quase impossivel e saires de casa apenas com uma maça que da para comer pelo caminho e correr! e nem por isso o dia te vai correr pior!

Mas eu confesso sou assim adoro tar na "molesa", mas é bem melhor lá nao estar...depois sinto-me culpada, sempre podia ter feito mais qualquer coisa de util!

Fuschia disse...

Também sou assim, levo no mínimo 20 min para me levantar que já estão estipulados pelo segundo toque do despertador. O primeiro é para me tirar do sonho, o segundo é para me tirar da cama. Mas para mim não seria um Amor de Perdição, porque detesto sentir-me cansada de manhã e são raros os dias em que levantar não é um esforço e eu não amaldiço-o a minha vida.

Sandra disse...

E ainda bem que a maioria das pessoas é assim porque desta forma não nos sentimos as únicas...

E por acaso este nome do blogue, encaixa-se perfeitamente em mim... E "Ai que nervos!"...

Beijinho

formiga disse...

Também sou incapaz de sair da cama sem esses minutinhos de ronha!!!

P. disse...

não consigo... se lá ficar, já não me levanto. ronha, só nos fins de semana lol

Miss Kin disse...

Eu também, sempre a minha meia horita de ronha!

paddy disse...

Isso é a pior hora do meu dia, demoro imenso para me levantar, é mesmo tortura, depois de me levantar já não é tão mau.