17 março 2010

M/12

Fui ver o Alice no País das Maravilhas no sábado passado. A sala estava cheia de miudagem, não obstante o facto de o filme estar classificado para maiores de 12. E ser a versão original. Tenho quase a certeza de que o pequenote que estava sentado atrás de mim, que precisou de um daqueles banquinhos para lhe dar altura e passou o tempo a pontapear-me a cadeira e a falar (quem me manda ir ao cinema num final de tarde de sábado?), não percebeu sequer metade do filme. Provavelmente não sabia ler. 

Não considero os filmes do Tim Burton propriamente infantis apesar de serem fantasiosos e de não terem elementos de choque "clássicos". Excepção feita ao Sweeney Todd. Percebo se alguém assim os considerar, eu apenas lhes encontro muito mais do que a simplicidade de imagens bonitas + personagens (leia-se Johnny Depp) lindas, e isso faz-me pensar que não são infantis (isto já sem JD).
Mas se aquela classificação existe, ainda que seja diferente de país para país, e se há pessoas cujo trabalho é fazer a avaliação da adequação dos conteúdos a faixas etárias, segundo critérios pré-definidos (suponho), não me parece sensato levar ao cinema crianças com idades bastante inferiores.
Se calhar dos 10-11 anos aos 12 vai pouca diferença e cada criança é um caso mas eu tinha ao meu lado uma miúda (gira que se fartava) com uns 7/8 anos e o de trás, como vos digo, pareceu-me nem saber ler. E certamente os acompanhantes nunca tinham visto o filme antes, pelo que não puderam avaliar previamente se o filme podia ser visto pelas suas crianças. 

Em suma, acho mal. Pergunto: am I too square?

Ah, e nem estou a falar de perceber o filme, parcial ou totalmente, que isso é bem diferente.

4 comentários:

SillyTalk disse...

Eu acho que a classificação está errada! Acho que têm haver com determinadas cenas do filme que podem ser assustadoras...mas o Harry Potter é para m/6, e até eu tive pesadelos!

Ana disse...

Acho a classificação correcta, apesar de não ser cumprida. Há crianças de 12 anos com maturidade para verem o filme, como as há de 16 que não o deviam ir ver.

Mas tendo em conta que existem cenas de um nível grotesco/artístico, como o rio onde flutuam as cabeças, inclusivamente a do Rei, não sei se não fará as delícias de muitos pesadelos da miudagem referida.

Quando fui, não havia crianças. Felizmente, tendo em conta que era a sessão da meia noite.

P.S. O filme está fantástico.

GATA disse...

Também não considero os filmes do Tim Burton propriamente infantis, e muito menos considero o livro do Lewis Carroll para crianças... mas adiante!

Miss Kin disse...

Tinha a ideia que isso partia dos cinemas e de quem vende os bilhetes... Um bocadinho como os porteiros quando era miúda que pediam os BIs. De qq forma, mais uma vez tens pais a não querer saber, assim como delegam a educação para a escola, nisto também não procuram saber, nem sequer devem ter visto para que idade era o filme.

(a título de curiosidade, quando fui ver o filme "O Exorcista" com a Fuschia, no início do filme ainda nos questionamos se era a sala certa, porque a quantidade de crianças na sala, com 12/13 anos era absurda.)