19 janeiro 2010

Ódio de estimação XLVII

Ter que andar a puxar informação a saca-rolhas.
Parece-me mais simples dar toda a informação que se tem a quem possa ter interesse. É melhor informação a mais do que a menos, ou não?
Depois, claro, é um sem fim de mails ou telefonemas ou o que for preciso e ser muito chatinho para se saber aquilo que é preciso e que não custa nada dizer de início. Ainda por cima é chato para todas as partes envolvidas.

1 comentários:

PQ disse...

Informação é poder, essa parece ser a máxima, mesmo quando se pergunta onde são os lavabos do centro comercial. Resta ainda o problema da solidão, dar uma informação é sempre uma oportunidade de convívio, há que dilatar o tempo e fazer daquele momento singular uma festa.