29 janeiro 2010

Amor de Perdição XLVIII

...que o Woody Allen tenha mudado a sua (so-called) musa da Scarlett Johansson para a Evan Rachel Wood.
Nada contra a Scarlett, ao contrário de muitos. Gostei de a ver no Lost in Translation e mesmo no Match Point, não achei que estivesse mal no Vicky Cristina Barcelona, a miúda não teve culpa que a Penélope também lá estivesse (a roubar-lhe o protagonismo).
Mas gosto da Evan Rachel Wood e acho que ainda não teve o seu momento. É a miúda daquela série fofinha, Começar de Novo/Once and Again, e é talvez mais conhecida pelo Thirteen onde acho que esteve bastante bem, só ninguém lhe pegou para bons filmes como fizeram, por exemplo, com a Dakota Fanning.

Além disso o Woody volta a NY...para mim promete.
Whatever works, já agora, estreia em Portugal para a semana.

5 comentários:

CP disse...

Concordo plenamente com o teu post. Para mim, a Scarlett teve o seu momento e depois perdeu-se para o mundo misterioso das pseudo-divas.
E um hurray sentido pelo Woody regressar a NY.

GATA disse...

Woody Allen é Nova Iorque, o resto são 'crises da idade'... Já agora, a minha (dele!) musa favorita é a Diane Keaton!

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Eu adorei Thirteen, vi ha muitos anos, mas lembro que me tinha marcado.

Não vi ainda o filme Vicky Cristina Barcelona... (ai, vergonha...)

Beijo meu ♥,

A Elite

P. disse...

como eu adorava a série onde entrava essa miúda :) também foi conhecida como namorada do marilyn manson (medos).

a scarlett no vicky? eeeh.. o filme também não era suposto girar à volta dela, mas sim, lost in translation rules big time.

quero ver a nova musa em acção :)

Pólo Norte disse...

Desejosa que estreie!