29 setembro 2009

Ódio de estimação XXXI

3 comentários
Falta de modéstia, presunção* e (permitam-me a expressão) bazófia.
Odeio complexos de superioridade (onde leio muitas vezes o maior dos complexos de inferioridade) e o propositado show-off.
Odeio quem se aproveita de posições de vantagem - poder, destaque pontual, contactos privilegiados - para tomar como sua a propriedade (intelectual) dos outros.

Demasiadas coisas? Talvez mas cá por mim metia-se tudo no mesmo saquinho (podia ser do Continente) e envia-se ali para o Triângulo das Bermudas.

*A presunção leva muita gente a muito lado, aceito-a em quantidade moderada e a espaços.

28 setembro 2009

Sobre os resultados das legislativas

4 comentários
há tanto a dizer e a mim não me apetece dizer nada.
Ainda bem que todos ganharam alguma coisa. Eu achei que foi mais ou menos como ir ao casino, jogar 50 euros, perder a totalidade e depois recuperar 25. No dia seguinte dizem [os jogadores] que ganharam 25 euros.
Confesso-me ansiosa em relação aos desenvolvimentos dos próximos meses, acho que o telejornal vai ser acompanhado por pipocas.

27 setembro 2009

(acho que) Recomendo

3 comentários

Raras são as vezes em que leio o livro e vejo o filme, e acho que nunca vi o filme e li o livro depois. A razão é óbvia.
Mas desta vez li o livro e mal o filme saiu fui a correr.
Veredicto: filme muito bom mas, como sempre, muito se perde.

Só comecei a achar piada à escolha da actriz para Lisbeth (personagem principal exequo) lá para o fim.

Nunca cedo a best-sellers pelo simples facto de que quando o fiz não gostei, mas a série Millennium conquistou-me e tirou-me o sono.

25 setembro 2009

Neste ultimo dia de campanha

6 comentários
quero lembrar uma coisa

Povo de Portugal!
Votar
é
Grátis
!!!

Será?

4 comentários
Será que se eu explicar às pessoas que há três dias que não consigo ler os posts dos outros blogs e que isto se está a acumular me dão menos que fazer?
Então e se eu lhes mostrar que o meu bloglovin' marca 160 posts?

24 setembro 2009

Amor de Perdição XXX

4 comentários
Longas conversas.
Daquelas que não são interrompidas por nada nem ninguém, que se prolongam por horas e horas por fazerem esquecer o cansaço e os compromissos do dia seguinte. Porque são as melhores. Versam sobre tudo e sobre nada e nunca, nunca mesmo, se tornam enfadonhas.
Geralmente acompanham primeiro um bom jantar e depois uns copázios, quase sempre em casa de alguém (que é o único sítio de onde não nos expulsam mesmo que já sejam 8h da manhã do dia seguinte) e só acabam porque tem de ser, mesmo que 'tenha de ser' durante 4h até que finalmente, a contragosto, terminam. Sempre com promessas de repetir brevemente.
O brevemente costuma demorar algum tempo.

23 setembro 2009

Filmes do (meu) dia

2 comentários
Cenário: café onde faltou a luz, está iluminado só pela luz que vem da rua.
Acção: Há gente que espera junto ao balcão. "Não há café" - diz a funcionária. "Não há??" - dizem duas pessoas, muito espantadas.
Pois, se não há luz..

Cenário: fila de espera - bicha, se preferirem.
Acção: O jovem à minha frente é atendido.
"Preciso do seu BI ou Passaporte" - dizem do outro lado do guichet.
"Não tenho"
"Não?"
"Só o cartão do cidadão"

Assim não me espanta tanto tempo à espera para ser atendida. Realmente quem não quer perceber, não percebe.

22 setembro 2009

Pedido muito especial aos senhores dos elevadores:

3 comentários
Podem pôr um automatismo nos elevadores para que, em dois, haja sempre um no piso 0? Por favor, por favor!
É tão chato chegar cansada (ou com pressa ou em aflição) e estar meia hora (pelo menos parece) à espera que venha um dos dois elevadores que estavam (os dois) no último andar...
Sim? Obrigada.

Ódio de estimação XXX

8 comentários

Calçada Portuguesa
Sim, já sei, sou uma herege. Não faz mal, estou habituada.
Não gosto porque só é bonito quando é bem feito, e nunca é, quando tem padrões interessantes e quando é direitinho para se poder andar descansado(a). Não é a direito=tropeções=sapatos estragados=umas lesões(inhas).
Muito melhores são, por exemplo, os passeios de Barcelona. Bonitos, desenhados pelo Gaudi. Direitos, não incomodam ninguém. Largos, passa toda a gente e mais um. E de outros muitos sítios.
É que a calçada portuguesa já nem é (assim tão) original e característica.
Não gosto, sobretudo pela manhã.

20 setembro 2009

(sem título)

2 comentários
É engraçado como às vezes as pessoas dizem o que pensam (mas tentam esconder) sem sequer se aperceberem de que o fizeram...

19 setembro 2009

Ena pá

3 comentários
Os Tou do Bollycao estão de volta!
Acho que agora são cor-de-rosa.

18 setembro 2009

T.A.

5 comentários
Um dia gostava de perceber se alguém está a prestar atenção aos Tempos de Antena do vários partidos. Eu até me interesso pelo assunto e não consigo ver nem um vídeo até ao fim. Serei só eu?
E este ano há aqueles mimos dos x minutos em que só aparece o nome do partido e a informação de que o programa não foi facultado.
O marketing politico é tão agressivo em alguns aspectos e tão parco noutros que chega a ser incoerente.

E eu a pensar que isto só acontecia nos States

0 comentários
Perseguição com tiros e tudo, aqui mesmo em Lisboa.
Leiam mais, aqui.

17 setembro 2009

Amor de Perdição XXIX

6 comentários
Chorar a rir.
Chega a ser incomódo ter um ataque de riso tal que me começam a cair as lágrimas pela cara abaixo mas a sensação é tãããão boa! Parece que nos saem uns quilos de cima.

16 setembro 2009

Uma coisa engraçada sobre Munique

5 comentários
Enquanto passeávamos por Munique íamos vendo uns rapazolas de prancha de surf ou bodyboard debaixo do braço. Uma coisa estranhíssima. Ali não há mar, para que seria aquilo?
Depois descobrimos.
As fotos não são grande coisa, mas foi o possível.




A viagem - Munique

4 comentários
Saved the best for last.

À excepção da comida, adorei Munique. Adorei, adorei, adorei.
É muito grande e tem imensa coisa para ver, estivemos 3 dias por lá e foi pouco: vimos tudo mas bastante à pressa.
Tem tudo: cultura, história, jardins, gente que é turista e gente que anda na sua vida. Tem museus muito muito grandes, há um que tem 17km de exposição (segundo o guia da American Express).
Além de tudo, acho que deve ser uma óptima cidade para morar.
























15 setembro 2009

Ódio de estimação XXIX

2 comentários
Conversa de circunstância.
Aquela treta da pessoa que mete conversa no metro, ou os taxistas (que insistem em falar de futebol...belas histórias podia eu contar) que se sentem sozinhos só com o rádio, ou a pessoa perto de nós numa fila de espera que não se entretém sozinha... e que nem com 'pois, pois' percebem que não queremos conversa, pelo contrário, decidem desbobinar a sua vidinha toda e mais a dos vizinhos.
E depois há os doidos que nos falam em códigos estranhos sobre assuntos e pessoas que não nos dizem nada e que nos fazem temer pela nossa segurança...
(menos, menos)

14 setembro 2009

...

5 comentários
Eu qualquer dia inicio uma rubrica com as lógicas deste país e de todos os que por cá vivem.
Hoje dou com este artigo: a ASAE fechou um refeitório social, leia-se sopa dos pobres, em Faro.
Eu até aprecio a existência da ASAE, de certa forma sinto-me mais descansada por saber que são meticulosos (ou deixo-me enganar nesse sentido?). Como muitos, acho que exageram e que os critérios e as exigências são por vezes idiotas se tivermos em conta as condições de quem tem de as cumprir. No geral, classifico positivamente o trabalho deles.
Mas, a sério??! Fechar um sítio onde pessoas que não têm nada vão buscar uma refeição decente e por vezes a única do dia? Na situação actual, em que cada vez mais gente precisa?

11 setembro 2009

Amor de Perdição XXVIII

10 comentários

O Outono.
Gosto das cores, do frio que começa, das roupas e dos acessórios, de não esperar que o chá arrefeça e das noites que se passam no sofá debaixo de um cobertor.

A viagem - Innsbruck (fotos)

0 comentários








09 setembro 2009

A viagem - Salzburgo

2 comentários
Não vou voltar a dizer que a cidade é linda, já viram isso.
É pequena também.
Na primeira noite, enquanto jantávamos numa esplanada e eu, ao fundo, sobre as montanhas, via os relâmpagos cada vez menos espaçados, como estávamos sentados na mesma mesa que um casal local acabámos por meter conversa. Já tínhamos visto que para aquelas bandas se anda muito de bicicleta, mas aquele casal explicou que, mesmo morando a 2km do centro da cidade, iam e vinham os dois todos os dias de bicicleta, mesmo à chuva. Ao todo, durante o ano passado fizeram 4200km de bicicleta só nestes trajectos diários para a cidade e dentro desta. Sem contar com o que fizeram por desporto. E desenganem-se se estão a imaginar um casal de 20 e poucos anos...tinham 40 e poucos..
A conversa continuou e perguntámos pela neve ali na zona (sendo uma zona montanhosa pensamos logo nisso). Pois que ali a malta pode dar-se ao luxo de quando lhes apetece pegar nos skis, subir um bocadinho de montanha, apanhar um teleférico e descer...assim como quem vai ali passear. Se a inveja matasse...
(depois disto, para arrefecer ideias, apanhámos uma molha até ao hotel)

08 setembro 2009

A viagem - Salzburgo (fotos)

8 comentários











Ódio de estimação XXVII

1 comentários
Burocracias idiotas, sobretudo se acompanhadas de textos "explicativos" mal escritos que só visto.

07 setembro 2009

A viagem - Viena

5 comentários
Viena é enorme, imponente, cheia de movimento e vida.
Foi pena termos apanhado mau tempo, com chuva e tudo.
As pessoas são fechadas, sem grandes simpatias mas educadas.
Viena dói que se farta, dói nas pernas e na carteira.
Tem imensos museus que devem valer bem a pena visitar mas com o tempo contado não pudemos ir a nenhum.
Mais uma vez é cheia de histórias. Por exemplo, foi na Academia de Belas-artes Vienense que Hitler foi recusado quando se candidatou a estudar ali, ao que parece por falta de talento. Ontem vi uma noticia que dizia que uma aguarela dele foi vendida por 42 milhões de euros (ou um valor aproximado, não tenho a certeza deste)...no fundo, o que ele queria era ser famoso. O estúpido.


A viagem - Viena (fotos)

3 comentários