30 agosto 2009

E até voltar a casa...

1 comentários


Estou por aqui.

28 agosto 2009

Por pouco tempo...

3 comentários

...mas hoje é aqui que estou! (Cheguei ontem)
Ora digam lá!

27 agosto 2009

Amor de Perdição XXVI

2 comentários

O cheiro da roupa lavada, ainda húmida.

26 agosto 2009

Ontem cheguei aqui

2 comentários


...

25 agosto 2009

Ódio de estimação XXVI

3 comentários

Pessoas que acham que o dinheiro compra tudo, todos e ainda educação e bons modos.

22 agosto 2009

E hoje...

6 comentários


Passeio-me por aqui.

E se ainda não tiver passado por aqui (o mais provável), garanto-vos que estarei curiosa para saber o que têm escrito!

20 agosto 2009

Amor de Perdição XXV

6 comentários

A sensação de ter tudo (bem) feito.

19 agosto 2009

E agora estou a caminho daqui

4 comentários


Onde?

18 agosto 2009

Ódio de estimação XXV

4 comentários

Chegar atrasada.
Apesar de não ser, com muita pena, uma do grupo faltam-20-minutos-e-eu-já-cá-estou, odeio ver os minutos a passar e perceber que a horas não chego de certeza.

15 agosto 2009

Hoje chego aqui

9 comentários


Tal como combinado, começam hoje os posts com fotografias das cidades onde vou estar por estes dias.
Para quem esteve ausente: o objectivo é que comentem dizendo qual é a cidade em que acham que estou.
Para não andarem às escuras decidi começar por umas imagens que vos facilitam a vida.
Espero que gostem!

14 agosto 2009

Já temos o cartão

3 comentários
É isso.
Tiraram o cartão da máquina e devolveram-no intacto e sem ser cancelado. Ufa!
A máquina avariou, pelo menos estava desligada quando ele foi à agência buscar o dito.

Vamos, não vamos

6 comentários
(ainda nem saí de cá e vocês já devem estar fartos de ler sobre os preparativos para as férias)

Hoje, depois da primeira mala estar pronta (sou sempre eu que faço as malas dos dois), saímos porque o sweetheart queria ir a uma ATM mudar o código do cartão de crédito que tinha ido buscar um qualquer dia desta semana. Fomos os dois porque a noite estava boa, a casa está um inferno de quente e o banco mais próximo é no final da rua.
Ele: Espero que a máquina não me coma o cartão.. [ele diz isto praí 1/3 das vezes que vamos juntos a um multibanco]
Eu: Se pensares assim nunca usas cartões... [respondo sempre mais ou menos isto]

Já adivinharam, não é? O estupor da máquina comeu mesmo o precioso cartão de crédito!
Importa dizer que é o único cartão de crédito que temos (o dele) e que foi com ele que reservámos tudo-tudo para as férias que começam já neste Sábado.

Enquanto ele saltava, espingardeava palavrões no meio da rua e ia dizendo que isto só a ele, eu olhava para aquela porcaria que nem ai nem ui. Depois disse-lhe que ligasse para a linha do banco, cujo numero está no cartão MB.
[resumindo imenso]
Disseram-lhe que o sistema está preparado para anular cartões quando as máquinas os comem e era dada ordem de emissão de novo cartão.
Não, não isso não pode ser porque precisamos dele. Isso é que não. (não tenho a certeza, mas temo que nos cancelem os hotéis se o cartão não existir + há sítios em que o MB pode não funcionar).
Que ainda não estava cancelado.
Dados para aqui, dados para ali. Liguei à minha mãe a pedir que procurasse na net alguma coisa que pudesse ajudar. Conseguiu-nos o numero de fax daquela agência. A operadora do call-centre enviou para lá um fax a explicar a situação e amanhã de manhã logo vemos se há cartão ou não. Se não houver logo vemos como é que vai ser.
Com isto perdemos 1h.
Por agora, há alguém que não vai dormir nada...não sou eu, ou pelo menos espero não ser também.

E perguntam vocês para que é que era preciso mudar o código do cartão? Pois, não sei. Mas quem é que ia imaginar que isto ia acontecer?

13 agosto 2009

Amor de Perdição XXIV

3 comentários

Dom Rodrigos.
Para mim, o melhor do Algarve.

12 agosto 2009

Balanço

6 comentários
Já comecei a escrever dois posts e apaguei das duas vezes. Tudo para dizer que as malas ainda não estão prontas, os posts que quero deixar-vos ainda andam só a passear pela minha cabeça ocupada, sei que me vou esquecer de coisas e ainda não está absolutamente nada feito. Isto de deixar tudo para a última da hora não é mesmo para mim. Sou demasiado comichosa.
Tenho dito.

Duas prendinhas e duas batotas

0 comentários
Na última semana este blog foi brindado com mais dois selos que muito agradeço às duas meninas que se lembraram deste canto.
O primeiro foi este


e foi oferecido pela Fofocas do Fofocas do dia.
As regras incluem dizer quais são os nossos 1o blogs favoritos. Depois de pensar durante quase uma semana concluí que é impossível seleccionar 10 e por isso decidi fazer batota. Desculpa Fofocas! Os meus blogs favoritos são todos os que leio e onde (cada vez menos porque me falta o tempo) vou comentando, portanto o selo vai daqui para todos os que leio. Estou de olho!

O segundo é este


e devo dizer que já fazia falta que hoje está um calor de rachar ananases. Obrigada à Elena do Ordena que te ame
As regras incluem passar a oito pessoas mas para não destoar vou fazer batota outra vez. Quem estiver com calor faça o favor de se servir!

11 agosto 2009

Ódio de estimação XXIV

11 comentários
Que deixem pacotes de bolachas, cereais, batatas fritas, pão, queijo ou afins abertos, ao ar. Ou garrafas de bebidas gaseificadas mal fechadas. Ou ainda que (me) misturem os pacotes do chá todos na mesma caixa.

E acreditem...sou uma chata do pior com estas coisas. Pareço uma avó refilona, daquelas que só lhes falta sacar do chinelo para ir bater no rabiosque do culpado.

10 agosto 2009

Faz-se o que se quer

6 comentários
31 da Armada hastearam bandeira monárquica nos Paços do Concelho

Não sei o que vocês acham disto, eu cá achei um piadão.
Não obstante, é ridículo que se consigam fazer estas coisas nas barbas da policia e num local que, convenhamos, nem devia ser assim tão difícil de vigiar durante a madrugada.

09 agosto 2009

Raúl Solnado

5 comentários

Espero homenagens, documentários e reposições de tudo e mais alguma coisa que este Senhor fez. É o mínimo.
Terei saudades.

07 agosto 2009

Amor de Perdição XXIII

10 comentários

MALAS
Nem sei como é que passaram 22 amores sem este cá vir parar. Adoro malas e só não é mais perdição porque eu sou uma moça de gosto requintado e trocos contados, duas coisas que não combinam.

06 agosto 2009

Foi...mais ou menos!

10 comentários
Ontem estivemos até às 3h30m da manhã de volta do computador - com quadrinhos e internet - a ver se nos entendíamos. E não entendíamos. Uma coisa muito característica destas nossas decisões é sempre que os dois achamos que temos muita razão, sem nunca aprendermos que há coisas em que não temos assim tanta. Ele "perde" sempre em questões de sentido prático e senso comum, eu "perco" sempre no que diga respeito a distancias, horas de viagem e outras geografias. Ainda bem que existe internet!
Metade do tempo foi gasto a decidir o destino, a lista foi aumentando e cortámos alguns destinos logo que começámos a ver preços de voos (para quem marca com 1semana de antecendencia, não vejo nada de estranho). Entre outras coisas, perdemos um bom tempo a debater se valia a pena desviar a nossa rota 500 e tal Km para ir ver uma cidade que ele dizia ser linda e eu dizia não valer o desvio porque não tinha nada que nos ocupasse mais que 2/3h. Não é para aí que vamos (ohh para mim que queria muito), mas a razão foi a acima referida.
Acabámos por escolher um percurso que ainda não tinha estado em discussão e que fizemos na hora, de atlas em riste (eu disse que nós gostamos destas coisas!). Escolhemos, sim, mas ainda não está nada marcado..... pois, não está. O que está decidido também é que vamos usar todos os diazinhos de férias até ao último segundo (que se lixem as obrigações familiares, disse ele). Ou seja, em principio, vamos dia 15 e voltamos dia 1. Bem bom :)
Mas não vos vou contar onde vou!! Decidi fazer uma brincadeira para quem fica por cá e espero que alinhem: vou programar posts para os dias em que mudo de cidade, nesses posts ponho apenas uma ou duas fotografias da cidade onde chego e vocês tentam adivinhar onde estou. Quando voltar, dou as respostas, partilho fotografias e histórias (se as houver). Que dizem?

05 agosto 2009

Será?

12 comentários
Parece que é hoje à noite que finalmente vamos decidir onde vamos de férias. Será mesmo? Já andamos a adiar há tantos meses que só quando começar a marcar viagem e hotel é que acredito.
A partir de 15 não se trabalha, mas só a partir de 19 é que queremos ir (responsabilidades familiares).
Marcando agora as nossas maiores limitações são as vagas e os preços, pelas razões óbvias. A outra é não termos passaportes.
Já temos algumas ideias mas está tudo muito "no ar".
Posto isto, aceito sugestões.

Eu gosto mais de cidades, ele gosta mais de natureza. Não gostamos de praia. Gostamos de andar, de conhecer a cultura local, preferimos não cingir a viagem a um único sítio (excepto em cidades muito grandes ou muito cheias de coisas para ver, como Paris, por exemplo).

04 agosto 2009

Ódio de estimação XXIII

5 comentários
Que mexam nas minhas coisas.
Desde sempre me habituei a que ninguém mexesse onde não é chamado sem, pelo menos, perguntar se pode. Por isso, odeio quando pegam nos meus papeis espalhados e os empilham, "para ficarem mais arrumados". Ou quando me perguntam se tenho trocos já com a mão dentro da minha mala à procura do porta-moedas. Ou quando, do nada, pegam no meu telemóvel ou na minha agenda e começam a espiolhar tudo. Ou quando mexem nos meus livros, cds ou roupas e deixam coisas fora do sítio. Às vezes chego a exagerar um bocadinho (pequenino) mas é porque odeio mesmo.
Geralmente não digo nada à primeira, nem à segunda...

03 agosto 2009

As insónias e a programação televisiva*

10 comentários
*ou A Silly Season está instalada e não acontece nada de relevante
Continuando com insónias, há alguns dias em que acabo por ir para a sala ver televisão. É sabido que à noite não há nada de bom a passar na televisão, mesmo quando se tem 100 canais ou coisa parecida. Como o objectivo é sempre adormecer o mais rapidamente possível nunca ponho uma série ou um filme no leitor de dvds e acabo por fazer zapping de porcaria em porcaria.
Num destes dias, não sei dizer qual, passava um daqueles programas em que se liga para lá para ganhar dinheiro à troca de uma resposta certa e que (por sorte) esteja na lista deles. O tema era países que são ilhas. Não é difícil, o mais complicado é acertar nos 5 ou 6 que lá estão. Mas fica impossível acertar quando as pessoas que ligam respondem: Açores, Canárias, Ásia ou (esta eu gostei particularmente) República Checa.
Lá fiquei a ver aquilo até ao fim, enquanto me ria destas respostas e me ia lembrando de mais (certas). No fim do jogo mostram as respostas e aí se vê o generoso que eles são..se alguém tivesse dito por exemplo Samoa ainda ganhava 100 euros. Das 5 ou 6 respostas só duas foram reveladas por espectadores e outras duas eram daqueles países de que ninguém se lembra.
Não adormeci, mas ainda aprendi a capital da Samoa (porque fui ver, não que eles tenham dito), é Apia (FYI).