31 março 2009

Depilação masculina

6 comentários
Em resposta ao Enzo que toda a gente já sabe o que perguntou.

1º - se as mulheres gostassem muito de pêlos não se depilavam. À excepção, talvez, das masoquistas.
2º - isto é tudo uma questão de gosto
3º - Agora vamos por partes:
Cabelo: tudo o que tape as orelhas para mim já é demais, não gosto de melenas.
Sobrancelhas: devem ser duas e não uma
Barba: se é muito forte convém fazer esfoliação regular, se é fraquinha tem que andar sempre feita que não há paciência para penugem.
Bigode: não se admite! Que coisa mais feia.
Costas: tudo para fora.
Peito: se há, há, se não há, não há.
Barriga: o mesmo.
Zona púbica: uma aparadela fica sempre bem. Como alguém diz sem os arbustos a árvore parece maior e vocês homens gostam disso.
Traseiro: devo dizer que acho feio muito pêlo nesta zona mas pronto, esta zona escapa se andar tapadinha.
Pernas, braços, axilas e mãos: não mexam.
Pés: o mesmo que o traseiro.

4º - Se é para tirar é para tirar com cera, não sejam mariquinhas.
5º - Não acho nada paneleirice tirar os pêlos, é muito mais limpinho.
6º - Apesar de gostar do meu homem com algum pêlo detesto a quantidade de "sobras" que ficam pela casa [mas vocês nem reparam nisso, raios vos partam].

Útil e Fashion (truques de uma beleza anunciada)

4 comentários
Então a Pieces of me (Luna) desafiou-me a dizer 7 truques de beleza meus.
7 é muita coisa mas cá vão:
1 - Dormir 8 horas por noite. Geralmente não dá, se forem 7 não é mau. Mas que se nota bem a diferença quando durmo o suficiente e quando não durmo, nota.
2 - Usar roupa do meu tamanho. Não compro nada sem experimentar.
3 - Refilar e queixar-me de tudo o que me apetece. Nunca ouviram dizer que a preocupação faz rugas? Assim partilho as minhas dores e as rugas ficam pelo caminho. Daqui a uns anos falamos, a ver se resultou mesmo.
4 - Esfoliação uma vez por semana.
5 - Linha Vichy todas as manhãs.
6 - Era aqui que entrava o exercício físico e a alimentação equilibrada. Ficam as tentativas.
7 - Pequenas coisas para me sentir bem, o perfume, uma peça de roupa nova nos dias críticos. Quem se sente bem tem sempre melhor aspecto.

É claro que isto tudo só resulta porque o sweetheart está enfeitiçado. Mas não lhe contem nada que me estragam o arranjinho.

30 março 2009

Sobre nicknames

8 comentários
Eu sei que os nicknames estão para os nomes como os amigos estão para a família, são a mesma coisa mas melhor porque fomos nós que os escolhemos.
Criamos uma ligação com os nossos nicknames e até falamos na terceira pessoa para os podermos usar, só porque sim.
Tudo bem.
Mas acho um bocado parvo homens feitos e com idade para serem gente continuarem a usar nicknames com boy. Apareçam, gente... se eram o xxx boy passam a ser o xxx man.

28 março 2009

Sábado?

7 comentários
Ir de férias tem destas coisas... nos dias (semanas) que antecedem a partida (e a ausência) o trabalho é ainda mais do que o habitual, para ver se ao menos vamos mais ou menos descansados. Por isso hoje estou por casa, a produzir. Ou a tentar pelo menos, que a vontade não é muita. Diria que amanhã continuo e dizem-me que não serei a única.
Isto tudo tem um sabor ainda mais amargo por saber que está meio país de férias e que a criançada vai passar as próximas duas semanas de papo para o ar a ver o canal Panda.

27 março 2009

Sobre a altissima tecnologia do Parlamento Português

3 comentários
Não percebo porque é que o trabalhador comum anda com o seu portatilzinho que lhe custou um ordenado às costas entre casa e trabalho e os senhores deputados que até deviam fazer bom uso deles não têm todos a porra de um Magalhães.

SOS

11 comentários
Esta semana tenho tido dores de cabeça todos os dias. Socorro. Se não fosse pela minha farta cabeleira e os meus lindos olhos verdes já a tinha arrancado, a sério que sim.
Alguma sugestão de problema ou solução?

26 março 2009

"Portugal continua a ser um país relativamente seguro"

3 comentários
Diz o senhor Rui Pereira, ministro da Administração Interna.
Também continua a ser um país relativamente rico, tendo em conta que há pessoas bastante ricas que equilibram a balança com aqueles que moram na rua e aqueles que já estiveram mais longe disso.
Também continua a ser um país relativamente
instruído, tendo em conta que há doutorados, alguns com múltiplos doutoramentos e até pessoas tão boas tão boas que foram estudar para fora [e nunca mais cá querem pôr os pés]. Isso de termos pessoas (até esquecendo os mais idosos) que não sabem ler nem escrever é apenas um dado.
Também continua a ser um país relativamente bem nutrido, basta pôr lado a lado as criancinhas
obesas e uns quantos anoreticos e a coisa resolve-se.
Podemos, então, dizer que sim, que continua a ser um país relativamente seguro. Ultimamente não me tem acontecido nada de mal (batam na madeira) e penso que a muitos de vocês também não (agora bato eu), o facto de haver imensos assaltos, de ontem ter sido morto um homem de 70 e não-sei-quantos anos à porta dos CTT à tarde, de até termos arranjado uma nova palavra para roubar carros tal era a
frequência da nova técnica, de as caixas multibanco já não serem assaltadas mas sim roubadas, etc, etc, etc...tudo isso são apenas dados que servem como pesos na balança da segurança.
A noticia podem lê-la aqui.

E ainda uma outra que não consigo resistir a comentar, pelo titulo.
"Estado só comparticipa até 500 € na prestação desempregados"
Como é? Só?
Não vou comentar a medida porque de facto não me informei sobre as contrapartidas exigidas e sempre achei que quem não sabe deve ficar caladinho que faz melhor figura.
Mas o "só" achei muita piada. Bem sei que perder a casa por falta de pagamento é uma situação muito complicada mas acho que ninguém espera que o Estado pague aquilo que cada um decidiu assumir como despesa mensal independentemente do valor.

Ódio de estimação V

9 comentários
Batom a condizer com a roupa.
Camisola roxa, batom roxo,
Camisola vermelha, batom vermelho...
Não gosto.

25 março 2009

Amor de Perdição V

7 comentários
Esta semana o amor vem antes do ódio.
E vem sem imagem (ohhh), mas é muito bom.
Amêndoas molares

24 março 2009

?

4 comentários
Ouvi mais vezes a palavra misoginia e seus derivados nos últimos 4 dias do que nos últimos...vá...2 anos da minha vida. Passa-se alguma coisa?

23 março 2009

La Ballata dell'Amore Cieco

4 comentários
Não costumo aqui deixar musicas, mas hoje vou deixar-vos esta com a respectiva letra porque às vezes o amor é mesmo cego. E também porque gosto do senhor Fabrizio de André.



A letra:
Un uomo onesto, un uomo probo,
tralalalalla tralallaleru
s'innamorò perdutamente
d'una che non lo amava niente.

Gli disse portami domani,
tralalalalla tralallaleru
gli disse portami domani
il cuore di tua madre per i miei cani.

Lui dalla madre andò e l'uccise,
tralalalalla tralallaleru
dal petto il cuore le strappò
e dal suo amore ritornò.

Non era il cuore, non era il cuore,
tralalalalla tralallaleru
non le bastava quell'orrore,
voleva un'altra prova del suo cieco amore.

Gli disse amor se mi vuoi bene,
tralalalalla tralallaleru
gli disse amor se mi vuoi bene,
tagliati dei polsi le quattro vene.

Le vene ai polsi lui si tagliò,
tralalalalla tralallaleru
e come il sangue ne sgorgò,
correndo come un pazzo da lei tornò.

Gli disse lei ridendo forte,
tralalalalla tralallaleru
gli disse lei ridendo forte,
l'ultima tua prova sarà la morte.

E mentre il sangue lento usciva,
e ormai cambiava il suo colore,
la vanità fredda gioiva,
un uomo s'era ucciso per il suo amore.

Fuori soffiava dolce il vento
tralalalalla tralallaleru
ma lei fu presa da sgomento,
quando lo vide morir contento.
Morir contento e innamorato,
quando a lei niente era restato,
non il suo amore, non il suo bene,
ma solo il sangue secco delle sue vene

Cheira a Primavera

4 comentários
E sabemos isso quando andamos no Metro vazio, a meio do dia, e cheira a suor.

E já agora, finalmente alguém viu (neste caso leu) um daqueles avisos feitos por jovens com vontade de mandar os colegas e a escola desta para melhor. É que os moços têm sempre o cuidado de avisar mas ninguém lhes liga. Mais aqui.

Dói-me a cabeça.

21 março 2009

Da Venezuela

3 comentários
Cancela-se a compra de casas pré-fabricadas (por falta de meios de financiamento) mas não a de computadores portáteis para crianças dos 6 aos 10 anos.
Está certo...

20 março 2009

Este é o post de ontem

14 comentários
(porque ontem não deu)
O dia do pai (assim como outros) é dia de nos lembrarmos daquilo que vivemos, aprendemos e nos tornámos, ao longo dos anos, com o nosso pai.
Na verdade não é só a 19 de Março já que somos bombardeados com publicidade ao dia por um período longo, e por isso tenho-me lembrado de várias coisas. Não vos vou contar todas, não só porque algumas pouco interessam também porque outras são longas histórias.
  • Lembro-me de ir passar fins-de-semana alternados a casa do meu pai. Era uma seca, eu ou um bibelot seria o mesmo.
  • Lembro-me que a partir dos 10 anos comecei a ir sozinha de autocarro desde a minha casa até perto do trabalho dele porque ele não estava para me ir buscar. Demorava quase 1h a chegar por causa do trânsito.
  • Lembro-me que nunca soube o nome dos meus amigos, da minha escola ou do meu curso.
  • Lembro-me das férias obrigatórias com ele, 15 dias em que devorava livros porque era a unica coisa que tinha para (podia) fazer, 15 dias em que me sentia quase criminosa por querer telefonar à minha mãe todos os dias, 15 dias em que ninguém apreciava a companhia.
  • Lembro-me de um Natal em que não pude, mais uma vez, sair de Lisboa com a minha mãe porque um dos dias tinha obrigatoriamente que ser passado com o meu pai. Deprimente, nem árvore de Natal, nem espírito de Natal, jantar insípido e televisão a noite toda. Na manhã seguinte chovia tanto que nem com o limpa-pára-brisas no máximo se via um palmo à frente do carro. Ainda assim, ele foi levar-me de carro até à paragem do autocarro mais próxima (o directo para a minha casa) e a minha mãe foi-me lá buscar, de autocarro.
  • Lembro-me de a minha mãe começar em Junho a pensar em Setembro, altura em que se compram os livros para a escola e o restante material. Lembro-me da única coisa para a escola que o pai me comprou, foi uma mochila, foi presente de Natal e custou 7 contos. No aniversário seguinte (Janeiro) não tive presente porque o de Natal tinha sido caríssimo. Ri-me. Ouvi isto várias vezes.
  • Lembro-me que a pensão de alimentos era inferior ao que eu gastava em almoços na cantina da escola, em passe e em despesas "livres", nada de especial. Lembro-me que ainda antes de fazer 18 anos ele deixou de pagar esta fortuna. Para quem não sabe, 18 anos é o mínimo mas o normal é pagar até que o filho deixe de estudar. Até hoje ele continua a dizer que cumpre e cumpriu as suas obrigações.
  • Também me lembro do único estalo que levei na minha vida. Foi ele que mo deu. Tinha 5 anos e queria vestir-me sozinha, como em casa da minha mãe. Foi bem forte, perdi o equilíbrio e nunca me esqueci.

Imaginem vocês que me esqueci mais uma vez de lhe ligar ontem.

Felizmente tenho uma mãe do caraças e isto já só me dá para rir.
Exponho estes episódios aqui à laia de desabafo mas também para alertar os novos pais que me leiam para que não sejam esta porcaria de gente. A todos os que não o são, espero que sejam reconhecidos por isso. Sejam felizes, que eu também!

Amor de Perdição IV

5 comentários

18 março 2009

Só agora é que percebi...

7 comentários
...que a Igreja (enquanto instituição) está a competir com o governo Português para ver quem consegue dizer e fazer mais asneiras num menor espaço de tempo.

Nojo!!!

10 comentários
Uma pessoa vê com cada coisa mais nojenta. Estou a considerar começar a desinfectar-me quando chego a casa.
Hoje foram duas, seguidas, no sitio do costume.
Primeira:
Enquanto esperava pelo próximo Metro a senhora decidiu sacar do seu corta-unhas de dentro da mala e cortar não uma mas as dez unhas das suas mãos. Ali mesmo. Não fosse já isto bastante nojento foi também compondo as unhas usando os dentes, pois claro.
Pessoas, por favor, não roam as unhas. Não é só feio, é sujo também. As unhas são quase o nosso diário.
No caso desta senhora pareceu-me ainda pior, não sei como é o interior das vossas malas (de onde a senhora tirou o corta-unhas) mas a minha leva chaves, moedas, telemóvel... tudo coisas pouco limpinhas e a que eu não daria uma dentadinha.

Segunda:
A senhora à minha frente carregava um saco de supermercado cheio de pão (à solta) e o seu porta-moedas. Tudo bem até aqui. Até que o telemovel começa a tocar e eu percebo que o dito está dentro do saco, com o pão.

No-jo!

Ódio de estimação IV

7 comentários
A lata das pessoas que ouvem música nos telemoveis sem phones [em todo o lado]. Como se todas as outras pessoas tivessem obrigação de levar com o que eles querem ouvir.

17 março 2009

Ele é do outro mundo

8 comentários
Vê-se logo que é do outro mundo, que não vive no mesmo que nós. O senhor Papa.
Porque só uma pessoa que não vive neste planeta, ou que vive mas completamente alheado da realidade, é que pode dizer tamanha barbaridade.
Felizmente já poucos lhe ligam senão imaginem as consequências.

16 março 2009

Sou eu

5 comentários
Eu sei que é ambíguo e até um pouco parvinho, e que "é de evitar" (K. I. e L., só para vocês), mas não consigo não responder "sou eu" de cada vez que toco à campainha de alguém que me espera ou que telefono a alguém com quem falo regularmente.
"Sim?"
"Sou eu!"

[E não é tão irritante ouvir isto quando não fazemos ideia de quem possa ser, ou melhor, quando é engano?!?]

Mais uma

11 comentários
A amiga da menina que ia à minha frente no Metro já foi fazer a ecografia a QUATRO dimensões.
Alguém me pode explicar o que é e como funciona?

14 março 2009

Mais mulheres taxistas, já!

9 comentários
Eu quero mais mulheres taxistas, já!
A velha história de as mulheres não saberem conduzir está ultrapassada, sobretudo se se trata de taxistas - espécie que desaprende as regras de cada vez que se senta atrás de um volante.
Cá por mim já estou farta de carros malcheirosos, dedos que passeiam por narizes e orelhas, conversas sobre futebol (e não serve de nada dizer "eu não gosto de futebol") e a revista do Correio da Manhã nas costas do banco.
Em vez disso prefiro, como hoje, um carro que cheira bem e está limpo, uma senhora bem posta e penteadinha e a Vogue e a Caras nas costas do banco (não é que as vá ler mas é bom saber que estão ali não vá eu ter necessidade de saber o que vestir amanhã ou o que se passa no jet7 português).

(Claro que há excepções nos homens, mas os barretes nunca servem a todos)

13 março 2009

Mais um selo

4 comentários

A miúda gira deu-me este. Muito obrigada!

Gosto sempre de receber estes prémios/selos. Quem não gosta?

Sinceramente não sei a quantas pessoas é suposto passarmos este selo e também não sei quais dos...deixem ver...87 blogs que leio diariamente ainda não o receberam. Assim sendo, shame on me, não vou passar a ninguém.

12 março 2009

Então?

2 comentários
Então a PJ Harvey vem a Portugal e vocês não me avisam? E só fiquei a saber porque os bilhetes esgotaram. Assim não dá.

Amor de Perdição III

4 comentários
Observar alguém e conceber completas teorias sobre essa pessoa (quem é, como é, do que gosta, o que faz,...), sabendo que nunca vou descobrir se acertei alguma coisa.
(isto feito com mais alguém é ainda mais giro)

11 março 2009

Ódio de estimação III

10 comentários

Man boobs.

10 março 2009

....????!!

10 comentários
Como é suposto respeitarmos uma instituição que quer que uma criança de 9 anos conserve uma gravidez de gémeos?
Não tenho a certeza mas parece-me que essa mesma instituição não fez nada para a proteger da situação familiar degradante em que tem vivido, pelo menos, nos últimos 3 anos.

Não quero alongar-me neste assunto, nunca o faço porque é demasiado complexo e passível de gerar confrontos desnecessários, mas não encaixo as posições e os absolutos disparates (palavra bem simpática) da igreja católica. Agora e desde sempre.
Concordem e discordem, fundamentem. Obrigada.

09 março 2009

As mentiras

4 comentários
Acho que já posso revelar o que era verdade e o que era mentira. Antes de mais tenho a dizer que ninguém acertou nas 3, uma vergonha! Mas foi giro, gostei.

1. Não saio de casa sem brincos. Mentira. É raro usar brincos, perdi o hábito há uns anos e não voltei a recupera-lo, uso às vezes quando me lembro.
2. Apesar de refilar muito sou optimista. Verdade. Refilar é um modo de vida, é uma maneira de libertar as más energias e depois seguir em frente.
3. As pessoas não gostam de mim quando me conhecem. Verdade. Não sou eu que digo, são "as pessoas". Vários amigos me disseram isto. Parece que tenho um ar sério, acho que é a maneira deles me dizerem que tenho cara de poucos amigos.
4. Não gosto dos U2. Verdade. Não é que tenha alguma coisa contra os moços mas não lhes acho piada. Até sou capaz de trautear uma musica quando passa na rádio mas não fazem parte das minhas playlists. E o Bono irrita-me, apesar de apreciar o facto de ele usar o nome que tem para fins de solidariedade social.
5. Tenho os olhos azuis. Mentira. Esta foi um bocado forçada, eu sei. São verdes.
6. A minha cor favorita é preto. Mentira. É azul, em todas as tonalidades excepto azul-bebé/azul-cueca.
7. Não vou às compras com frequência. Verdade. Gosto muito de ir às compras mas é quase sempre frustrante porque sou esquisitinha. E nem vos falo do flagelo que é comprar sapatos, pobre de mim!
8. Tenho dificuldade em concentrar-me. Verdade. É estranho porque sou capaz de fazer várias coisas ao mesmo tempo e fazê-las bem, é quando tenho de estar parada e concentrada que a coisa descamba.
9. A minha bebida favorita é chá. Verdade. No Inverno quente, a ferver. No Verão frio, com gelo. Combina com tudo.

Nada muito surpreendente.
Um dia destes faço outro, mais interessante.

07 março 2009

Relatório de um dia normal

4 comentários
Afinal não ganhei o euromilhões. Fiquei surpreendida, claro, mas já percebi que foram os senhores das máquinas das bolinhas que se enganaram.
Hoje apanhei um belo susto graças à drama queen que é a minha mãe que me aparece toda chorosa mas dizendo que não se passa nada. Passa-se o tempo e mantém-se a cara e a "justificação". Comecei a fazer filmes. Pensei que estava alguém doente (pensamos sempre no pior). Pensei que era a pessoa com quem ela tinha ido almoçar, de quem eu gosto imenso. A conversa mantinha-se e tive que apertar com ela. Ninguém está doente, a tal pessoa vai-se casar. Thanks a lot, mom!
Quanto ao post anterior, ainda ninguém acertou. Mas estou a gostar, sou capaz de fazer isto mais vezes!Posso?

06 março 2009

Só porque é giro

14 comentários
Já sabem como funciona, 3 são mentira.

1. Não saio de casa sem brincos
2.
Apesar de refilar muito sou optimista
3. As pessoas não gostam de mim quando me conhecem
4. Não gosto dos U2
5. Tenho os olhos azuis
6. A minha cor favorita é preto
7.
Não vou às compras com frequência
8. Tenho dificuldade em concentrar-me
9. A minha bebida favorita é chá

Façam as vossas apostas!

Amor de Perdição II

0 comentários
Ligar para um apoio ao cliente e enquanto espero ter uma musica de jeito, daquelas que até apetece dançar.

05 março 2009

Euromilhões

7 comentários
A Framboesa desafiou-me a dizer aqui 5 coisas que vou fazer quando, amanhã, me sair o Euromilhões.
1 - Vou comprar uma casa nova para mim e quase tudo novo para o recheio. Gosto daquelas que vão fazer ali no Campo Pequeno onde era o edifício da CGD, sabem? Mas nunca mais se despacham com aquilo. A mesma coisa para a minha mãe.
2 - Desatarei a viajar que nem uma parvalhona. (E está-se mesmo a ver que substituo o equipamento todo - as malas de viagem, as botas de caminhada e os ténis, a maquina fotográfica, ...)
3 - Vou começar finalmente a pôr em pratica as ideias que tenho para negócios/empresas/serviços (chamem o que quiserem). Tenho muitas ideias, umas mais rentáveis que outras, mas falta-me sempre o capital. Começo por um, quando estiver encaminhado logo penso no seguinte.
4 - Vou investir ou pôr a salvo uma boa parte do dinheiro e ficar com uma pequena parte para me "governar". Claro que quero distribuir coisas pelos amigos e familiares que precisam. Não sou muito de distribuir dinheiro assim por dá cá aquela palha, até porque sei que muitos não o usariam bem. Sobretudo a esses prefiro dar-lhes o que precisam, sem olhar a preços.
5 - Vou conhecer a fundo algumas instituições sociais e tratar de que não lhes falte nada. Também vou contribuir para campanhas de sensibilização de várias coisas em que acredito (para dar exemplos, assuntos de saúde - prevenção e cuidados -, assuntos políticos/sociais - alteração de leis como a da adopção -, assuntos do quotidiano - atenção às crianças, não abandone o seu animal faça antes isto ou aquilo).

É claro que vou gastar umas centenas de euros estupidamente*. Os senhores da FNAC vão ficar contentes e os do El Corte Inglés também.
Não vou abrir uma off-shore porque acho que quem mais tem é quem mais deve ser um exemplo para a sociedade.
*Como quem diz...

Ódio de estimação II

8 comentários
O Noddy.
Toda a gente conhece o Noddy. Para mim é a personagem de desenhos animados (infantis) mais estúpida que alguma vez conheci e não percebo o sucesso que tem entre os pequenotes.
O Noddy mora na cidade dos brinquedos, pelo que suponho tratar-se de um brinquedo, é taxista/carteiro/o-raio-que-o-parta e está sempre a fazer asneiras por distracção ou ingenuidade. Eu sei que o mundo dos brinquedos é diferente do nosso mas uma personagem que conduz supõe-se adulto não é? Não devia ser tão ingénuo. Que exemplo é que isso dá às crianças? É que elas não pensam nestas coisas mas a coisa fica lá guardada.
As outras personagens também me chateiam mas o Noddy é o pior. Que parvoíce é aquela de volta e meia a cabeça começar a abanar para trás e para a frente e ele não conseguir parar? E não seria natural que alguém a quem isto acontece repetidamente deixasse de usar um guizo na ponta do barrete para ver se fazia menos figura parva?
Não gosto do Noddy e acho que o Noddy é mau para os miúdos.

04 março 2009

Esta musica tira-me do sério

13 comentários
Digam-me lá se não acham esta letra do mais preconceituoso que existe.
(If I were a boy da Beyoncé)

If I were a boy
Even just for a day
I’d roll outta bed in the morning
And throw on what I wanted then go
Drink beer with the guys
And chase after girls
I’d kick it with who I wanted
And I’d never get confronted for it.
Cause they’d stick up for me.

[Chorus]
If I were a boy
I think I could understand
How it feels to love a girl
I swear I’d be a better man.
I’d listen to her
Cause I know how it hurts
When you lose the one you wanted
Cause he’s taken you for granted
And everything you had got destroyed

If I were a boy
I could turn off my phone
Tell evveryone it’s broken
So they’d think that I was sleepin’ alone
I’d put myself first
And make the rules as I go
Cause I know that she’d be faithful
Waitin’ for me to come home (to come home)

(Chorus)

It’s a little too late for you to come back
Say its just a mistake
Think I’d forgive you like that
If you thought I would wait for you
You thought wrong

(Chorus)

But you’re just a boy
You don’t understand
Yeah you don’t understand
How it feels to love a girl someday
You wish you were a better man
You don’t listen to her
You don’t care how it hurts
Until you lose the one you wanted
Cause you’ve taken her for granted
And everything you have got destroyed
But you’re just a boy


Isto parece uma miúda a escrever depois de o primeiro amor ter corrido mal e que agora odeia todos os homens à face da terra.

03 março 2009

Perguntinha

7 comentários
Os homens não gostam de rugas, certo? Nem de pele estragada e/ou caída, chicha fora do sitio e aspecto de morto-vivo, certo?
Eu acho que é assim porque se não fosse não havia uma enorme quantidade de homens que a certa altura (leia-se crise da meia-idade) decidem juntar-se a moças mais novas ou começam, pelo menos, a desejar que as suas extremosas esposas ou companheiras tivessem menos sinais da idade. Cá por mim, nada contra.
Mas se é assim porque é que a grande maioria dos homens se recusa (com os argumentos mais pobres) a usar umas coisas para terem um aspecto mais pipi?
Se alguém souber a resposta, avise.
A culpa é nossa que deixamos.

02 março 2009

"Morro a rir contigo"

4 comentários

Este foi o outro prémio que recebi durante o fim-de-semana.
Foi a Miss Glitering que me escolheu e fez o comentário "morro a rir contigo!" que obviamente me fez também sorrir =D. Muito obrigada!

Desta vez as regras passam apenas por dizer 7 coisas que nos fazem sorrir e passar o prémio a 7 blogs que nos façam sorrir.

O que me faz sorrir:
1. Pequeno almoço na cama (de preferência depois de acordar naturalmente)
2. Criançada (das bem educadas que as outras só à lambada)
3. Encontrar o que procuro (materialmente falando - aquele livro, aquela peça de roupa, aquele objecto, etc)
4. Filmes e séries de preferência muitos (e também me fazem chorar mas isso não é para cá chamado agora)
5. Viajar
6. Ajudar (aquela sensação de boa acção do dia)
7. Os amigos

Os 7 blogues que me fazem sorrir..todos os que leio e são bem mais do que 7. Portanto, se ainda não receberam, levem e digam que fui eu que vos nomeei, que é verdade.

Prémio Dardos

9 comentários

O prémio Dardos foi-me atribuído pela Sem Jeito. Obrigada!
Parece que "com o Prémio Dardos se reconhece os valores que cada blogueiro mostra cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras."
Se é pelo empenho, acho que sim. A sério que tento dizer alguma coisa que interesse.

Como a maioria dos prémios, também este vem com regras. São elas:
1. Exiba a imagem do Prémio (done)
2. Poste o link do blog pelo qual recebeu o Prémio (done)
3. Escolha outros 15 blogs para você entregar o Prémio.
4. Avise seus escolhidos.

15 blogs é muito e é pouco por isso vou fazer uma coisa um pouco diferente (pode ser?), vou escolher posts recentes que de alguma forma se enquadrem na descrição acima e com que me identifico de alguma forma ou outra coisa do género. Vou ignorar a variante de terem ou não recebido o prémio anteriormente.
1. Rafeiro Perfumado com o post "A insustentável leveza de partilhar um frigorífico"
2. Quadripolaridades com o post "Este blog"
3. Paracuca (ou Muxy-Muxy) com o post "Gosto da minha vida" (apenas porque é preciso dizê-lo)
4. Leididi com dois posts, "No intervalo" (sobretudo porque também me queixo do mesmo) e "Filhos de um comboio de putas" (porque mesmo não servindo de nada eu acredito que devemos refilar)
5. Miss K. com o post "K." (de que já aqui falei)
6. Kitty com um post sem titulo, aqui.
7. SMS (cocó na fralda) com o post "Ecografias e despedidas" (porque eu também tenho pruridinhos cocós)
8. Kiss Me com o post "As mulheres e os sapatos"
9. Miss Glitering com dois posts, "A diferença de idades (e o Hulk que vive dentro de mim)" e "Outros valores se levantam"
10. Allie com o post "Fiquei na duvida..." (é tão linda a nossa língua não é?)
11. aUgUrIuM com o post "...e o correcto é:"
12. PQ pelo blog Pensericando
13. Princesa das Estrelas pelo post "Família feliz"
14. Fuschia pelo post "Ser alguém na vida"
15. SCS pelo post "Crónica de uma desilusão anunciada"

Isto, claro, sem ordem de preferência.
Até já.

Fds

2 comentários
Bem, foi um fim-de-semana jeitoso, sim senhor. Fui a um dos meus restaurantes favoritos (daqueles onde não se vai muitas v€zes), pouco parei em casa e ainda conheci uns estrangeiros (o que eu adoro... "Tens que provar polvo!""Polvo?Que horror!""Não, não, é muito bom. Eu dou-te um bocadinho.""É para comer tudo?""Sim.""Ok.."...).
Só ainda não me habituei a ser posta na rua às 2h da manhã.
No meio destas andanças ainda recebi dois prémios/selos (os respectivos posts já estão na calha).
Foi pena terminar com uma insónia daquelas chatas e longas.