29 dezembro 2009

Resposta a um comentário

Comentei no blog da Poisoned Apple um post em que ela publicou um mail enviado (mas não identificado como tal) pelo autor do blog Mail de um louco.
Alguém (anónimo, claro) veio aqui ao Ai que nervos deixar este comentário:

Blogger Mnemósine disse...
É só a mim que este senhor já irrita?

Dito por si a respeito de um "colega dos blogues" que nunca lhe fez nada, além de ter o seu espaço que só visita quem gosta.

Pelos vistos é uma boa constatação e em nome próprio essa da Inveja (má) e falta de tolerância.
É engraçado como só deve reparar no que os outros dizem.
Esse sim é um mal tipicamente Português.


O que tenho a dizer sobre isto é muito simples:
O senhor a mim nunca me fez nada, é verdade.
Inveja, de quê?
Reparar no que os outros dizem? Pois reparo. E no que digo também e por isso passo a explicar, já que parece não ser evidente, porque é que o referido senhor me irrita.
O que o senhor faz é enviar mails para as mais diversas pessoas e serviços com sugestões e duvidas, espera pela resposta e depois publica no seu blog. O que eu acho é que este senhor anda a gozar com o trabalho dos outros e que isso não é bonito. Penso na frustração das pessoas que têm como trabalho responder a emails e cartas com dúvidas dos utilizadores dos serviços e que têm de o fazer educadamente, por muito ridícula que seja a questão porque mesmo que pareça brincadeira, pode não ser. Acho que fazer essas pessoas perderem tempo com uma brincadeira é, mais do que o resto, atrasar as coisas mais do que já acontece naturalmente. Quanto tempo temos todos de esperar de cada vez que queremos ver respondida uma questão em qualquer lugar (público ou privado)? O tempo que demora a responder àqueles que chegaram antes de nós MAIS o email do senhor Mário Dias que pede subsídios para o Farmville, por exemplo.
Sim, irrita-me a brincadeira deste senhor, irrita-me que brinquem com as pessoas e com o seu trabalho, lamento que várias pessoas tenham perdido tempo da sua vida a responder a uma situação absurda só porque (ao contrário de outros) têm algum respeito por quem os rodeia.
Assim como o senhor que assina Mário Dias nos emails que envia tem o direito de continuar com o seu blog e com os seus emails, também eu tenho o direito de me sentir irritada ao ler o que ele escreve em vários blogs que sigo.
Se é tipicamente português ou não, isso não sei.

Não tenho nada contra o blogger em questão, apenas não concordo com aquilo que escolheu como hobbie.

7 comentários:

Fuschia disse...

Bem, nunca tinha ouvido falar no senhor nem no seu blogue. Lendo os teus últimos dois posts de seguida, não consegui deixar de sentir que era uma continuação, e que o senhor Mário Dias também não deixa de ser à sua maneira, uma espécie de empregado de mesa chato, a tentar ser engraçadinho.

Sandra disse...

Há pessoas assim...

Não ligues... Deixa para lá...

Beijo

Madame Butterfly disse...

Há gente com ideias muito idiotas...e esse senhor é exemplo disso. Gostos não se discutem e até pode ser que o problema seja meu, por não ter um sentido de humor suficientemente apurado, mas que não lhe acho piadinha nenhuma...não acho.

Miss Glitering disse...

Minha querida,

Realmente não lembra a ninguém uma coisa tão descabida e idiota. Um mal tipicamente português é passar a vida a chatear os outros!

Beijinhos para ti :)

_+*A Elite in Paris and New York*+_ disse...

Well, normalmente dizem que não se deve responder a tais comentarios mas acho que fizeste bem. Não achei a piadinha dele do melhor gosto, mas que fazer? :s

Beijo meu ♥,

A Elite

Kitty Fane disse...

Bom, eu também recebi esse mail e nem sequer respondi. Também acho muito feio andar assim a gozar com a cara das pessoas. Sim, o que ele faz é gozar com as pessoas em benefício próprio. Não gosto.

Beijinho e bom ano

paddy disse...

Nunca tinha ouvido falar de tal personagem, fui agora ao blog dele e, meu deus, que ridículo.