16 novembro 2009

Pretenders

ou como eles pensam que nos enganam.
Ele começou hoje a trabalhar numa nova empresa.
Ele agiu sempre como se nada fosse, a partir do momento em que garantiu a transição pacífica.
Ontem encolheu os ombros quando recebeu uma sms dos pais a desejar-lhe boa sorte.
Ele deve achar que eu não reparei que vestiu o fato novo, com uma das camisas novas, em vez de um dos fatos que já tinha com uma das camisas do costume.
Deve também achar que não reparei que havia um frasco de perfume por abrir, há um mês ou mais, que foi aberto hoje.
Ou então acha que eu acredito que foi tudo uma coincidência!

Ahah! À próxima vez que se rir de mim por eu guardar uma peça para usar numa ocasião especial vai ouvi-las! Hoje não, hoje faço-me de moita e pergunto apenas como correu o dia.

4 comentários:

de Marte disse...

É deixá-lo pousar...

:) Os meninos gostam mesmo de se fazer de durões, de desinteressados, de sempre tranquilos e inabaláveis. :) E nós deixamos. Invariavelmente deixamos que o façam. Porque lhes fica bem...

PQ disse...

Muito bom. Simples como quase tudo o que de bom se escreve e se faz.

Lebasiana disse...

lol... é... há alguns assim... que se fingem de desligados, mas... não sao!

jinhos

Deb disse...

Eles não são assim tão diferentes de nós. Essa é que é essa.