04 setembro 2009

Eu ainda sou do tempo...

...em que se achava que os homens eram fortes e rijos e que as mulheres eram sensíveis e mariquinhas. E que assim é que era.
Hoje em dia já poucos pensam assim e toda a gente acha muito bem. Eu também acho muito bem, cada caso é um caso e isso tudo.
Mas também acho um bocado exagero ir ao cinema ver o Inglorious Bastards - o novo do Tarantino -, ficar sentada entre dois homens e passar o principio do filme a sentir um, à direita, a desviar o olhar do ecrã e o outro, à esquerda, a tapar os olhos com as mãos (não basta fechar os olhos, é preciso assegurar que não se vai ver nada?). Por favooooooooooor, é um Tarantino!
Depois queixam-se que as mulheres não os querem!

FYI - eu só conheço o que desvia o olhar, o outro era só uma pessoa sentada ao meu lado e que não calou a matraca o filme todo.

1 comentários:

GATA disse...

AH! Ah! Ah! Também há aquela vertente dos homens que gostam de mulheres independentes e depois, quando na presença de uma, afinal não gostam porque ficam intimidados! HAJA PACIÊNCIA!