04 agosto 2009

Ódio de estimação XXIII

Que mexam nas minhas coisas.
Desde sempre me habituei a que ninguém mexesse onde não é chamado sem, pelo menos, perguntar se pode. Por isso, odeio quando pegam nos meus papeis espalhados e os empilham, "para ficarem mais arrumados". Ou quando me perguntam se tenho trocos já com a mão dentro da minha mala à procura do porta-moedas. Ou quando, do nada, pegam no meu telemóvel ou na minha agenda e começam a espiolhar tudo. Ou quando mexem nos meus livros, cds ou roupas e deixam coisas fora do sítio. Às vezes chego a exagerar um bocadinho (pequenino) mas é porque odeio mesmo.
Geralmente não digo nada à primeira, nem à segunda...

5 comentários:

Kath disse...

Eu não gosto nada que façam isso. Enervo-me.

S* disse...

Eu sou meio obcecada e as minhas coisas têm todas ordem, pelo que não gosto que destabilizem a ordem natural das MINHAS coisas.

Nuvem disse...

Eu não consigo aguentar muito
Por vezes a primeira passa... mas com a idade torne-me menos... pacífica
e quando odeio... por norma sai logo uma boca sobre o que não gosto que façam ... tento é que tenha um tom de humor (só mesmo para inteligentes)
e odeio que mexam nas minhas coisas, mas a iniciar a vida a 2... estou a aprender!

trapos e companhia disse...

Olá, gostava de convidar-te a conhecer o meu blog.
É um blog de venda de roupa calçado e acessórios de moda.
É um sítio onde podes encontrar tudo o que uma mulher gosta, a preços muito em conta. Com oferta dos portes de envio para encomendas de valor igual ou superior a 5 euros. Aprovei-ta e boas compras.
http://trapos-companhia.blogspot.com/

raKel disse...

Depois dizem que sou enxertada em corno de cabra, por causa do meu feitio.lol Mas que odeio, detesto, abomino tal como tu, isso é uma realidade.
Também não digo nada à primeira, nem à segunda, mas à terceira vai tudo na frente.lol
Beijo