17 julho 2009

Quem o tem é que o mostra*

Chegou-me por email a história deste Airbus 340-600. Era novinho em folha, estava estacionado à espera que os senhores da Abu Dhabi Aircraft Technologies o fossem testar . E eles foram. O problema é que não sabiam o que faziam e decidiram pôr os motores todos na potência de descolagem (são 4 motores), com o avião vazio. Aquilo começa tudo a apitar porque o sistema detectou que os procedimentos necessários não tinham sido tomados. Os senhores acharam que aquela barulheira era chata e desligaram não-sei-quê, pelo que o avião assumiu que era para descolar. Como não estava tudo pronto, ficou assim. Giro, não é?
Bastava terem invertido a potência máxima mas parece que nenhum dos 7 senhores se lembrou disso.
E é esta a história de 200 milhões de dólares no maior-avião-de-passageiros-já-construído-e-que-é-beyond-first-class.

Tenha eu saúde e dinheiro para viajar muitas vezes em aviões com aquele luxo. Mas em que a tripulação tenha brevet.

*"Quem o tem é que o mostra" é uma expressão que uso com alguma frequência. Obviamente "o" refere-se a dinheiro, só e apenas a isso ok?

3 comentários:

Miss Kin disse...

Bem ao menos não tinha mais ninguém a não ser um bandinho de incompetentes, por isso, menos mal!

Margarida disse...

Defeito de fabrico --'
O que é que anda a dar nos aviões, será uma 'gripe'?! --'

Mnemósine disse...

Margarida, neste caso foi mesmo burrice de quem o foi testar que não sabia o que fazia!