08 julho 2009

O conforto e o sonho*

Tenho uma amiga - na verdade os nossos homens é que são amigos mesmo mas eu gosto dela e por isso agora vou-lhe chamar amiga - que é uma grande sonhadora. Pelo menos eu acho assim.
É uma pessoa que tem tido pouca sorte na vida profissional, apesar de ter tido sucesso na vida académica nunca conseguiu arranjar um trabalho fixo na sua área e ando sempre a saltitar. Felizmente é desembaraçada. Isto obviamente trouxe-lhe alguns problemas de organização e planeamento da sua vida porque, queiramos ou não, o dinheiro é importante.
Esta amiga quer sempre tudo, quer ir de férias e mudar de casa e praticar desporto e ir aqui e ali e fazer e acontecer. Por isso é que eu digo que é sonhadora. Claro que acaba por não fazer sequer metade do que gostava, mas eu acho que ela não se importa.
Recentemente, arranjou um trabalho fixo numa área que não é a dela mas de que ela até gosta. Acontece que entretanto apareceu uma oportunidade de seguir o seu sonho-mais-que-tudo, oportunidade essa que a obriga a mudar de cidade, largar o emprego e viver os próximos anos sabe-se lá como porque esta oportunidade fantástica (a adjectivação é dela) não é remunerada.
E ela vai.
Vai largar tudo, menos a família, e vai dar um passo em direcção ao sonho que tem.
E as "pessoas" dizem: é muito complicado, viver um casal em duas cidades e só com um ordenado e outras coisas que não vou desenvolver apesar da pertinência porque são da vida deles.
Mas eu estou muito contente com e por ela. Porque é preciso ter coragem e tudo no sítio para tomar decisões desta e porque acredito que daqui a uns tempos ela vai estar a viver o seu sonho. E sem ter que ir para os States.
*Desculpem se o titulo prometeu e o texto não cumpriu!

11 comentários:

ClaudiaMar disse...

Ops, pus o comentário no sítio errado...

ClaudiaMar disse...

PS - ver o post abaixo ;)

Sem Jeito disse...

é preciso mesmo coragem, mas por um sonho vale a pena! vale a pena arriscar!!
a mim anda-me a faltar essa coragem, mas tb me falta essa oportunidade fantástica! ;)

Madame Butterfly disse...

"Sempre que o homem sonha, o mundo pula e avança, como bola colorida, entre as mãos de uma criança" - António Gedeão.

Sempre gostei deste verso daquele poema enooooooooooooooooorme que tanto diz sobre a importância dos sonhos na vida das pessoas. Afinal, o que seria de nós sem eles? Boa sorte para a tua amiga, estou a torcer por ela.

Allie disse...

Por um lado admiro essas pessoas, por outro não conseguiria ser assim. Gosto muito da segurança e do conforto. E no caso dela, para perseguir o sonho também obriga a que os seus percam por isso. Mas, vamos ser optimistas, espero que ela concretize os seus sonhos e que nunca se arrependa. O meu medo é que seja daquelas pessoas sonhadoras que nunca ficam satisfeitas.

fuschia disse...

Admiro e acima de tudo acho que ninguém tem mandar para baixo porque é uma decisão dos dois. Digo dos dois, porque se ela não vai ganhar nada e não vive do ar, ele vai ter que o fazer pelos dois, logo deve ter uma opinião quanto ao assunto. Quanto a estarem longe, seja lá o tempo que for, pode ser estranho à partida, mas acho que depende muito das pessoas, da relação e das expectativas em relação ao futuro. Obviamente não acham que vão ficar longe para sempre, e tudo o que é temporário aguenta-se. Tenho tantos casais amigos em que um vive em Lisboa o outro em Londres, um em Lisboa outro no Porto, um em Lisboa outro em Milão, e que as relação não apresentam absolutamente nenhum sinal de desgaste ou problema, que só me resta pensar que é possivel funcionar.

Kami disse...

É preciso mesmo coragem para tomar essa decisão. Mas quando de um lado está o que sempre se quis (mesmo sem conforto e remuneração e muitas dúvidas) e do outro está o conformismo, deve-se arriscar! É uma questão de coragem!

formiga disse...

Admiro a coragem dela. Eu não teria essa coragem. Tenho uma situação parecida, e não vou ter coragem. Ao final de contas ela está certa porque vive em funçaõ dos sonhos.

volteface.book disse...

Pois eu acho que ela é fantástica. E digo isto sendo um tipo comodista e habituado a luxos que também vai fazer outra vida acontecer. Portanto, e agora que tomei a decisão mais importante da minha vida, olho para estas pessoas como almas gémeas.

Pepper disse...

Eu invejo a tua amiga...

Às vezes apetece-me largar tudo e ir atrás do meu sonho.

Beijinhos

morningstar disse...

é mesmo preciso ter tomates. ou mamas, neste caso. ou ambos, porque como foi dito acima (e muito bem) a decisão deve ser do casal.

acima de tudo, há que fazer ouvidos moucos aos que criticam. 90% serão pessoas que estão presas nas suas vidinhas entediantes e sem objectivos, e que por isso criticam todos aqueles que tentam chegar mais longe, buscar algo mais.

já assisti a muitos episódios semelhantes, entre amigos e conhecidos. é verdade que cada caso é um caso (e falo sem conhecer os pormenores deste), mas pela coragem e pela ousadia de quebrar barreiras já gosto dessa tua amiga.

**
ms