12 junho 2009

Noticias que me baralham

Aqui.
Sobre o alargamento da escolaridade obrigatória.
Primeiro diz-se: "A proposta do Governo que estabelece o alargamento da escolaridade obrigatória de nova para 12 anos foi aprovada..."
E depois: "Com a nova lei, a escolaridade obrigatória irá prolongar-se até aos 18 anos, em vez dos 15 actuais, o que num percurso sem retenções equivalerá à conclusão do 12º ano."

Então mas afinal vai ser obrigatório ter o 12º ou estar na escola até aos 18?
É que são duas coisas bem diferentes.
Igualmente desprovidas de condições, se quiserem saber a minha opinião, mas diferentes.

Eu sei que podia, por exemplo, tentar ler a proposta em causa (que deve estar por aí disponível ou pelo menos alguma coisa mais especifica sobre o tema), mas não me apetece.

11 comentários:

Monica disse...

Feliz ou infelizmente, há alguns anos que estou afastada - em todos os termos - do ensino em Portugal. Talvez por isso não consiga ver aqui nenhuma boa notícia e só ver o lado negativo. Obrigar a estar na escola quem não quer lá estar até aos 18 anos é, na minha opinião, ridículo. Permitir que certos indivíduos se arrastem pelos corredores até à mesma idade, mais ainda. Vamos esperar que esta medida não venha sozinha. Aumentar a escolaridade obrigatoria per si não parece que resolva nenhum tipo de problema. Mas isto sou só eu a falar...(desculpa o testamento, Mnmósine...)

Mnemósine disse...

Para mim aumentar a escolaridade só vai piorar tudo. Além dos problemas que vai trazer e que não vão ser resolvidos tão cedo.
Já na altura em que se falou nisto escrevi sobre o assunto, aqui: http://ai-que-nervos.blogspot.com/2009/04/deve-ser-impressao-minha.html

Inês disse...

Mandando um pouco para o ar, imagino que seja até ao 12º. Não faz sentido alterar para os 18 anos quando há muitas pessoas com essa idade que, porque ainda não tiraram o 9º ano, continuam a frequentar o ensino normal.

Inês disse...

E já agora (e desculpa isto ficar em dois comentários diferentes), isso é jornalismo de muito má qualidade. Não falando nessa confusão de idade/ano, repara que na notícia até dizem que a escolaridade obrigatória vai aumentar dos 9 para os 12 meses. Era capaz de ser engraçado.

Mónica disse...

Inês, não é o que acontece agora? Perdoem-me se estiver enganada mas a ideia de que tenho do ensino obrigatório é precisamente o 9º ano de escolaridade OU até aos 15 anos de idade... ou seja, parece-me que nos arriscamos a ter alunos de 18 anos a frequentar o 9º...

Inês disse...

Eu não conheço a lei, mas acho que agora é até ao 9º ano, independentemente da idade. Sei que agora há alunos com 18 anos que nem no 9º ano estão e que continuam por lá a arrastar-se, duvido que por vontade própria. Mas lá está, estou a mandar um pouco para o ar ;)

Senhor das Chaves disse...

Eu até pensava que devia ser obrigatório ir à escola até à idade da reforma. Só depois é que me lembrei que os professores já vão lol

Mnemósine disse...

Inês nem tinha reparado nessa dos meses!
Eu acho que, no fundo, isto não passa de mais uma estratégia totalmente idiota de melhorar as estatísticas de um país sem condições para educar o seu povo e de obrigar a miúdagem a frequentar "novas oportunidades".

Anónimo disse...

A resposta:
http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/jornalismocidadao.aspx?content_id=1263145

Mnemósine disse...

Obrigada, Anónimo/a!

Sem Jeito disse...

nem quero pensar! já é insuportável aguentar alunos no 9ºano que estão lá por obrigação,agora aguentá-los até ao 12ºano....vou ali cortar os pulsinhos e já volto