16 maio 2009

Boas noticias da AR

Uma das coisas que me incomoda bastante em Portugal é o sistema de adopção. A coisa pura e simplesmente não funciona.
Por isso, noticias como esta fazem-me pensar que finalmente se acordou para o problema das crianças andarem a ser despejadas de instituição em instituição, sem acompanhamento devido e sem nada do que têm direito.
Não é uma alteração às leis de adopção mas é igualmente importante.
E não estou aqui a criticar as instituições que recebem crianças e menos ainda as pessoas que lá trabalham. Acredito que fazem milagres da multiplicação todos os dias para conseguirem governar-se com o que têm.
Agora espero que continuem a trabalhar o assunto e que a coisa comece a funcionar.

6 comentários:

pieces of me (Luna) disse...

Sempre pensei adotar uma criança um dia, e de vez em quando tento-me informar sobre os processos, mas é impossivel, não há nada na internet que nos explique como funciona o processo, há apenas números e estatisticas vergonhosas sobre o tema!
Concordo que Portugal não tem simplesmente sistema de adopção, e não sei o que irá acontecer às nossas crianças. Infelizmente.

pieces of me (Luna) disse...

err...*adoptar

Debbie disse...

Também espero bem que sim, apesar de não compreender muito bem a diferença entre este modelo e o das Famílias de Acolhimento. Considero, ainda assim, que o mais importante seria tornar o processo de adopção mais célere. Há quem diga que é uma autêntica maratona.

Mnemósine disse...

Debbie, é tal a maratona que a maioria dos casais que tem possibilidades financeiras acaba por conseguir adoptar no estrangeiro com muito mais facilidades apesar de tudo o que isso implica.

Pepper disse...

Isso é tudo muito bonito, mas discordo da falta de acompanhamento e falo por aquilo que vejo no meu local de trabalho dia após dia.
Se bem que existem Associações como a SOL que estão a braços com sobre-lotação para poderem acolher mais crianças.
E a maior culpa nem é das Associações e sim do Estado que coloca inúmeros entraves e burocracias no que toca à adopção.
Beijos

Mnemósine disse...

Pepper em relação às instituições foi isso que eu disse. E a falta de acompanhamento...uma família faz um acompanhamento muito mais cuidadoso e eficiente do que qualquer instituição, na minha opinião. Isso não quer dizer que as instituições não estão a fazer o que lhes compete, as pessoas que lá trabalham até devem fazer muito mais do que o que lhes é pedido. Cabe ao Estado tomar este tipo de medidas, depressinha.