22 abril 2009

Deve ser impressão minha...

...mas a sério que parece que a malta do governo não sabe o que é o ensino publico.
Digo isto a propósito destes dois: Governo alarga escolaridade obrigatória para 12 anos e Governo quer ano de pré-escolar gratuito para carenciados
É suposto o ensino publico ser gratuito, como é que o governo vai transformar o secundário em ensino acessível? Bolsas? Com que dinheiro? No meu tempo o conjunto dos livros custava uns 30 contos e por exemplo para os alunos de Artes era sempre a largar mais dinheiro em materiais caríssimos. E nem estou a falar de tudo o resto.
Isto cheira-me a encher os programas Novas oportunidades porque das duas, uma: ou o ensino secundário reduzia a sua qualidade drasticamente para que os preguiçosos (aqueles que se dizem burros) acompanhassem a coisa ou então andamos todos a brincar aos governos [abstenham-se..ou não, ou não].

E as creches? Por favor! As creches publicas não têm capacidade para acolher todas as crianças de famílias "normais" que são obrigadas a recorrer a serviços privados que custam balúrdios. As creches publicas não têm, tanto quanto sei, pessoal e materiais em numero suficiente. E então vão fazer o quê? Não era de criar mais creches e melhorar as condições das existentes antes de começar a prometer alguma coisa a alguém? Cambada de aldrabões. E nem vou falar daquilo a que eles chamam família carenciada que é demasiado ridículo [noutro post, talvez].

Claro que é bom para a criançada ter um ano de pré-escolar, mas é se tiverem mesmo um ano de pré-escolar e não um ano em aviários.
E o secundário, não sei, não tenho a certeza. Acho que temos de olhar para o país que temos.

5 comentários:

Margarida disse...

A minha mae é ama da segurança social e agora as crianças vão passar a ser como objectos, quero por isto dizer que lhes vão ser atribuidos escalões, agora a parte engraçada (sem graça nenhuma), isto vai do 1º ao 6º escalão, as crianças com escalão maximo não recebem subsidio de alimentação... Bonito não é? Quer dizer a ama vai ter que 'sustentar' essas crianças com cerca de 500 euros (isto ja a contar com os descontos, quase 200 euros).

Mnemósine disse...

Acho que eles entendem que as crianças cujos pais recebem ordenados mais compostos já comem o suficiente em casa, não precisam de comer na ama.
É ridiculo.

Kitty Fane disse...

Deixas-me assinar por baixo do que escreveste?

Sanxeri disse...

O ensino gratuito só é gratuito para os filhos dos politicos...

Mnemósine disse...

Kitty Fane, be my guest.
Sanxeri, diria que esses andam em colégios privados onde pagam bem para terem notas para entrarem para as faculdades que lhes apetecer. Isto, claro, com alguma injustiça para alguns dos filhos (como quase todas as generalizações).