16 fevereiro 2009

(Sem titulo)

É triste concluir que as histórias com alguma piada (ou até interesse sociológico) que tenho para contar provêm todas do mesmo local, que é o metropolitano. Não havendo nada a fazer quanto a isso, cá vai mais uma.
Contava uma senhora a outra (e a quem como eu estivesse por perto) que a idosa para quem trabalha ficou sem prótese dentária por o cão lha ter estragado. Vem com pormenores: a senhora teria a prótese em cima da mesa de cabeceira e o cão foi lá raptá-la para depois se entreter a fazer aquilo que os cães mais gostam de fazer, roê-la.

5 comentários:

Sugarfree disse...

Ehehehe!
Tenho saudades de andar de metro, só p ir a ouvir as conversas alheias...

vcrc disse...

ahahahaha mto bom! conversas com proteses são sempre educativas.. mais que nao seja para os cães! :)

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Isto não é nojento... de todo!!!

Beijo meu ♥,

A Elite

Carlos Rangel disse...

Aahahahahaahah És tu com o Metro e eu com o meu ginásio! São autênticas fábricas de acontecimentos! :)

Beijinhos.

Xázinho disse...

Muito boa a história de hoje!
:o)