31 dezembro 2009

2009/2010

8 comentários
Não consigo decidir se 2009 foi um ano bom ou "assim-assim" para mim. Não foi mau porque não me aconteceu nada péssimo e ainda pude aproveitar algumas coisas boas. Mas não houve nada que um dia me faça dizer aos netos que eu, em 2009, ta-ta-ti-ta-ta-ta.
Em todo o caso desejar-me-ia sempre um 2010 melhor que 2009, porque nunca tenho/temos o suficiente.
A vocês desejo-vos o mesmo, um 2010 melhor que 2009, que é o que digo ano após ano(vou mudando os números).
Há sempre alguma coisa que podemos melhorar, em nós ou na nossa vida. Quer seja com objectivos definidos a prazo de 365 dias ou com desejos pedidos com passas ou ainda a acreditar com muita força que as coisas boas vos hão de chegar*, espero que daqui por um ano todos estejam e sejam melhores do que hoje estão e são. Igual para mim.
Desde já brindo a todos vocês e a um ano 2010 com tudo o que importa.
O brinde é com champomix, que ainda é cedo.

*mas olhem que o melhor é mesmo fazer pela vida.

29 dezembro 2009

Resposta a um comentário

7 comentários
Comentei no blog da Poisoned Apple um post em que ela publicou um mail enviado (mas não identificado como tal) pelo autor do blog Mail de um louco.
Alguém (anónimo, claro) veio aqui ao Ai que nervos deixar este comentário:

Blogger Mnemósine disse...
É só a mim que este senhor já irrita?

Dito por si a respeito de um "colega dos blogues" que nunca lhe fez nada, além de ter o seu espaço que só visita quem gosta.

Pelos vistos é uma boa constatação e em nome próprio essa da Inveja (má) e falta de tolerância.
É engraçado como só deve reparar no que os outros dizem.
Esse sim é um mal tipicamente Português.


O que tenho a dizer sobre isto é muito simples:
O senhor a mim nunca me fez nada, é verdade.
Inveja, de quê?
Reparar no que os outros dizem? Pois reparo. E no que digo também e por isso passo a explicar, já que parece não ser evidente, porque é que o referido senhor me irrita.
O que o senhor faz é enviar mails para as mais diversas pessoas e serviços com sugestões e duvidas, espera pela resposta e depois publica no seu blog. O que eu acho é que este senhor anda a gozar com o trabalho dos outros e que isso não é bonito. Penso na frustração das pessoas que têm como trabalho responder a emails e cartas com dúvidas dos utilizadores dos serviços e que têm de o fazer educadamente, por muito ridícula que seja a questão porque mesmo que pareça brincadeira, pode não ser. Acho que fazer essas pessoas perderem tempo com uma brincadeira é, mais do que o resto, atrasar as coisas mais do que já acontece naturalmente. Quanto tempo temos todos de esperar de cada vez que queremos ver respondida uma questão em qualquer lugar (público ou privado)? O tempo que demora a responder àqueles que chegaram antes de nós MAIS o email do senhor Mário Dias que pede subsídios para o Farmville, por exemplo.
Sim, irrita-me a brincadeira deste senhor, irrita-me que brinquem com as pessoas e com o seu trabalho, lamento que várias pessoas tenham perdido tempo da sua vida a responder a uma situação absurda só porque (ao contrário de outros) têm algum respeito por quem os rodeia.
Assim como o senhor que assina Mário Dias nos emails que envia tem o direito de continuar com o seu blog e com os seus emails, também eu tenho o direito de me sentir irritada ao ler o que ele escreve em vários blogs que sigo.
Se é tipicamente português ou não, isso não sei.

Não tenho nada contra o blogger em questão, apenas não concordo com aquilo que escolheu como hobbie.

Ódio de estimação XLIV

5 comentários
Odeio empregados de mesa/bar chatos e/ou com a mania de que são engraçadinhos.
É que irrita. Uma pessoa a tentar ter uma refeição agradável com as pessoas com quem escolheu sair e há uma criatura que em vez de despachar serviço se põe com gracejos ou que demora três meias horas com cada pessoa.
Ainda no outro dia me contavam de um senhor que enquanto anotava os pedidos dizia aos clientes que já não havia o que estavam a pedir, as pessoas escolhiam outra coisa e pediam-na, quando a comida chegava à mesa era o que se tinha pedido em primeiro lugar. Não acho piadinha nenhuma.

28 dezembro 2009

Amor de Perdição XLIII

6 comentários
(ainda da semana passada)

Ia dizer que adoro ter coisas novas.
Sou consumista, pois sou. Vaidosa, também. E outras coisas. Como acriançada.
Ia dizer que estou sempre a mexer no telemóvel novo e que estreei a roupa que recebi a 24 logo no dia 25.
Isso era o que eu ia dizer. Mas como cheguei agora da Baixa, vou ser um bocadinho mais especifica e dizer que adoro as minhas luvas novas. Finalmente consegui substituir aquela que deixei no maldito táxi já lá vai quase um ano. (e graças aos envelopes, fiz isso sem me doer a conta bancária)

26 dezembro 2009

My Xmas

6 comentários
Correu bem. Foi girinho.
Este ano não foi passado com a família-não-próxima, isto é, tios & primos & seus respectivos. O Natal é aquela altura do ano em que é suposto estar com a família e estarem todos felizes e contentes e oferecerem embrulhos que geram sorrisos e desejar mais um ano de família feliz (tentem não pensar em restaurantes chineses, está bem? Estragava a lógica da coisa). A verdade é que os meus tios andam aborrecidos uns com os outros e a minha mãe (que é quase mãe deles, mas isso é outra história) é quem lhes atura os queixumes. Resumindo, a minha mãe queria juntar-se a eles ou juntá-los em casa dela e eu insisti para não o fazermos, primeiro para a poupar deste tipo de filmes e do cansaço porque ela nunca pára quieta e chega sempre ao fim muito cansada, segundo porque não tenho paciência para estes filmes. Por isso fui eu, a minha mãe, o meu
sweetheart (bem podia chamar-lhe honey agora, tem andado tão meloso que até enjoa) e a família dele, que é pequena.
Passando às coisas materiais, não me correu nada mal! Só livros foram 5, mais um telemóvel, umas botas, um casaco e outras coisas pequenas. Ah e os "envelopes" que continuo a adorar e que até já têm destino.
O que ofereci também me pareceu bem escolhido, assim como o que ajudei a escolher. Acabei por fazer uma coisa de que não gosto que foi dar algumas coisas para a casa mas acho que foram bem recebidas. Chato foi que a máquina de café que oferecemos à minha mãe vem com um defeito qualquer e verte água, vamos ter de a ir trocar.
A parte que parece agradar à maioria das pessoas - comida - a mim não me enche as medidas. Não ando nada gulosa e não gosto da maioria dos doces de Natal.
Para acabar o feriado estive a ver o filme SATC.
eu, o portátil, o telemóvel novo, a tv, uma caneca de chá e um cobertor. Sweet.

24 dezembro 2009

Feliz véspera de Natal*

7 comentários
* ou véspera de feriado se o Natal não for a vossa onda.

Para esta quadra, caríssimos que por aqui passam, desejo-vos o que querem.
Se querem presentes, que os tenham em quantidade e qualidade.
Se querem paz, que tenham tanta que achem um enfado.
Se querem amor, carinho e alegria, que as vossas pessoas estejam todas bem dispostas e lamechas q.b..
Se querem estar sossegados, que ninguém vos azucrine.
Se querem comemorar o nascimento de Jesus Cristo, que o padre reze uma missa memorável.
Se querem outra coisa, que tudo se junte para vos proporcionar isso.

Esta vossa Mnemósine deseja-vos tudo de bom, hoje e sempre.

23 dezembro 2009

E ao dia 23...

9 comentários
Hoje, enquanto almoçava com a minha mãe, vi passar duas pessoas do Querido, mudei a casa, chamei-lhe a atenção.
Mãe: têm ar de tiahs...
Eu: pois, são um bocado.
Mãe: tinham de ser senão o programa não se chamava assim..
Eu: ?
Mãe: chamava-se epá, mudei a casa...

Ok mãe.

Muito bom, é antevéspera de Natal, que é como quem diz véspera porque amanhã é que se vão abrir os presentes lá em casa e eu já só tenho uma coisa por comprar. Estou a tentar esquecer-me que desde domingo tenho ido todo o santo dia a centros comerciais e que até agora só comprei uma coisinha para mim e foi hoje.
O que me falta é uma coisa pequena mas essas são mais difíceis de escolher, pelo menos para mim. Não gosto de dar coisas que não são minimamente pensadas para a pessoa presenteada (acho que para isso vale mais não dar nada) e isso dificulta a decisão quando não se quer gastar muito dinheiro porque é mesmo só uma coisa simbólica.

22 dezembro 2009

Ódio de estimação XLIII

5 comentários
Esperar.
Pior: esperar em pé.
Impaciento-me e fico com dores nas costas.

21 dezembro 2009

Constatação

10 comentários
É quando leio alguns comentários de alguns posts em alguns blogs que me apercebo como me abespinho facilmente com a inveja (má*) e com a falta de tolerância e discernimento.
E agora, enquanto escrevo isto, peço aos santinhos todos para não causar esta sensação a ninguém.

*convém distinguir.

19 dezembro 2009

Desabafo pequenucho

4 comentários
E a capacidade que algumas pessoas têm de estragar a noite aos outros (repetidamente)?
pfffffff.. não há espírito natalício que sobreviva.

17 dezembro 2009

Amor de Perdição XLII

8 comentários
Estar sozinha.

Talvez por ser filha única sempre me habituei a passar muito tempo sozinha, quando era miúda não achava grande piada, hoje adoro.
Não só gosto como preciso disso, e se fico muitos dias sem ter uns "me moments" fico ainda mais rabuja do que sou.
Solidão é sentimento que poucas vezes experimentei, quase sempre por estar com alguém e raramente por me faltar (esse) alguém.

Anyone else?

8 comentários
Ok, Lisboetas, acabou de haver um pequeno terramoto ou eu estou a ficar doida?

16 dezembro 2009

É nestas alturas que dou graças por ser mulher...

4 comentários
quando, como agora, me doem todas as extremidades do corpo de tão geladas que estão.

15 dezembro 2009

Ódio de estimação XLII

7 comentários
Acordar cedo.
Então nestes dias em que estou doente é, provavelmente, o que mais me incomoda. Podia pensar-se que o frio chateia mais, mas para o frio há roupa mas e para todas as consequências de acordar cedo? Logo eu que tenho sempre um despertar difícil, para mim e para os outros.


Esclareço que a hora (+-) perfeita para eu acordar seria aí pelas 10h, 9h vá.

14 dezembro 2009

Dou

6 comentários
Dou constipação.
Em muito bom estado, usada durante 2/3 dias mas ainda impecável.
Em Lisboa entrego ao domicílio, para o resto do mundo envio por DHL e pago os portes.
Aproveitem!

(para encomendas na próxima meia hora ofereço um maço de lenços de qualidade)

11 dezembro 2009

Sabem o que era giro?

6 comentários
Era que na próxima terça fosse outra vez feriado. I could really get used to it!
Era mesmo, mesmo giro.

10 dezembro 2009

Amor de Perdição XLI

3 comentários

Gosto de gadgets: telemóveis, leitores de mp3, computadores (já vos contei que sei montar um computador do nada e essas coisas geeks?) e afins.
Tento estar sempre devidamente informada, mesmo sabendo que no fundo sou um bocado naba.
Folheio um catálogo destas coisas com o mesmo interesse com que folheio uma revista de moda (i.e. muito).
À conta disto há quem me julgue muito entendida e me peça ajuda para coisas "estranhas".

08 dezembro 2009

Ódio de estimação XLI

5 comentários
Odeio desperdiçar recursos.
Água e papel, sobretudo, porque são os que noto mais.
Acho que não custa muito fazer um esforço ou pensar as coisas para não desperdiçar. Já não falo em poupar - eu também não deixo de tomar banho só porque isso gasta água - que isso pode já exigir algum sacrifício.
É a tal coisa, se todos mudarmos o bocadinho pequenino que não nos custa nada, a coisa vai indo melhor. A sério! 'Bora experimentar?

Isto parece um discurso mega ambientalista e imbuído do espírito-cimeira-de-Copenhaga, mas é bem menos do que isso.

07 dezembro 2009

Ahhhhhhhhhhhhhhhh!

4 comentários
Socorro!

04 dezembro 2009

Muse

16 comentários
Ora então parece que ainda há pessoas - toda a gente a olhar para a Lebasiana - que não sabem quem são os Muse. Não pode ser.
Cada vez mais acho que os Muse me deviam pagar (em backstage passes) por cada pessoa que eu já converti. Ouviste Matt, querido?



(esta é do álbum que saiu em Setembro)



(uma das mais conhecidas, do álbum Black Holes and Revelations)




(e esta é do álbum anterior a esse)

Boas notícias

7 comentários
Muse no Rock In Rio Lisboa 2010
Muito bom sobretudo para quem se ficou a roer por não ter ido no passado Domingo.

Johnny Depp pode ser Pancho Villa em filme de Kusturica
Johnny + Kusturica. Aqui, baba. (mas parece que ainda demora um bom bocado)

Também podia falar-vos da notícia de que a taxa de desemprego nos EUA desceu em Novembro, mas é daquelas coisas que preferimos ver aqui (também) e sentir no bolso.

03 dezembro 2009

Amor de Perdição XL

5 comentários
(a ver se não desperdiço outro trocadilho)

Adoro responder ou que me respondam com versos de músicas (cantadas, claro) ou deixas de filmes.
Diverte-me mesmo.

02 dezembro 2009

Só porque concordo

5 comentários
Mude o seu mundo, que o mundo muda

Slogan da campanha da EDP

E quem nunca pensou "oh, só uma vez não faz diferença" que atire a primeira pedra.

01 dezembro 2009

Ódio de estimação XL

5 comentários
(hm.. xl?! Se calhar devia ter guardado este trocadilho para alguém especial..)

Odeio que não me respondam aos mails que mando em ambiente formal. Acho rude e fico sempre na dúvida se o assunto está encaminhado ou não.

Há cerca de 2 semanas enviei mails para 2 pessoas: um porque me tinha sido pedido que o fizesse, o assunto era do interesse das duas partes; o outro era do meu interesse exclusivo, tanto que no assunto até ia "*tema* - um grande favor". Do primeiro nunca recebi nada, nem um "recebemos a informação."/"obrigado"/"registado". Nada. Do segundo, não só me responderam a dizer que não havia problema e que o meu assunto seria tratado brevemente, como no dia seguinte tinha nova resposta dizendo que já estava tratado.
Para mim, isto é sintomático da educação e brio profissional de cada um.
(Não esquecendo que há quem receba centenas de emails diariamente, aí é difícil responder rapidamente)

E a decisão foi...

1 comentários
Depois de andar uns bons 15 minutos na Fnac (uma imensidão de tempo para quem tem cerca de 40 minutos para decidir, comprar e sair do centro comercial cheio de gente) a ver caixas d'A vida é bela e Smartboxes e a agenda dos concertos até Julho do próximo ano decidi ir-me embora. À saída cruzei-me com os GPSs e achei que nem era má ideia (depois de no Verão nos ter feito uma falta imensa, não me lembro se contei na altura, apesar de um amigo se ter oferecido para emprestar um.. mas havia alguém a achar que conduzir em cidades que não se conhece é piece of cake desde que se imprima as indicações do viamichelin - não é piece of cake, está bem?). Uma volta rápida pela zona em que facilmente se eliminam metade só a olhar para o preço e fiquei indecisa entre dois. Fui pedir umas informações, decidi e pronto. Foi isso, um GPS. Ainda não percebi se ele gostou.
O que percebi foi que ele não gostou de eu ter sido a penúltima a chegar ao restaurante, em 14 pessoas. Eu também não gostei. (demorou mais tempo a fazerem-me o embrulho do que a escolher a maquineta, e não havia fila)
Depois ainda quis ir comprar uma gracinha, sem saber bem o quê acabei por comprar um isqueiro - digo que lá para os meus anos já o perdeu, mas eu sou um bocado ... coiso.
Cai sempre que nem um pato nestas coisas. Dei-lhe o embrulhinho com o isqueiro, abriu, agradeceu, mostrou a quem quis ver e enquanto isso pus a outra caixa à frente dele. Não exagero se disser que demorou quase 5 minutos a ver aquilo, com 3 pessoas à frente a rir-se.
Não aqui mas houve uma pessoa a sugerir-me dar-lhe uma máquina de café...ainda bem que não dei porque foi uma das coisas que recebeu.
Por último, obrigada àqueles que deixaram sugestões no post de sexta. Mais informo que já ficou uma smartbox debaixo de olho agora para o Natal.

30 novembro 2009

Ai eu!*

5 comentários

Estava tudo lindamente concebido, o concerto foi muito bom.
O Pavilhão Atlântico continua a não me conquistar.
E eu... eu estou cheia de ferrugem. Pareço uma velha.
E pensar que amanhã, que é hoje, às 6h15 tenho que estar a sair da cama...

*Como se diz na terra da minha mãe.

27 novembro 2009

Ele faz anos na segunda

10 comentários
e eu continuo sem ideias para o que lhe hei-de oferecer. Help!

26 novembro 2009

Amor de Perdição XXXIX

5 comentários

Chás. Amo!

25 novembro 2009

Alguém sabe se...

6 comentários
Há alguma incompatibilidade entre homens e copos? É que só isso explica esta coisa de (praticamente) todos os homens que conheço beberem da garrafa.
Sei que é agradável, eu também acho giro mas não o faço porque a) há mais quem vá beber daquela bebida e b)a garrafa é para ser reutilizada (garrafas de água).

24 novembro 2009

Ódio de estimação XXXIX

9 comentários

Andar carregada, ao melhor estilo burro de carga.
Dizem que o que tem de ser tem muita força e na-na-ni-na-na-na, eu é que não tenho assim tanta.
Não obstante, a minha mala de mão mais parece uma mala de viagem (de fim-de-semana).

23 novembro 2009

(sem título)

4 comentários
Não devo ser só eu a ter esta sensação de que, ultimamente, não há noticias que interessem verdadeiramente ao cidadão.
Há o caso Face oculta, que abanou um bocadinho as coisas quando chegou mas já se pôs a peneira na frente a tapar e, além disso, o Mário Soares até já disse que é um problema comezinho. As novidades nesse caso, apesar da sua gravidade [mas isto sou eu a dizer, olhem que o Soares é muito mais credível], podiam perfeitamente aparecer na revista Caras em vez dos jornais (a que gosto de chamar) sérios. E nos outros.
Há também a esperança (?) dos professores na nova ministra e na sua vontade de alterar o modelo de avaliação imposto. Mas, no fundo, tem sido tudo uma valsa. Anda um para a frente e o outro para atrás, a seguir trocam, depois giram, repetem, mas nunca se tocam. E a música tarda em acabar.
A gripe A tem também sido assunto, poucas vezes por razões agradáveis e nunca para esclarecer o povo, que isso não faz falta. Outra vez, tapa-se o sol com a peneira.

Talvez tudo isto seja muito mais do que me parece. Talvez pessoas mais esclarecidas se sintam num mundo em movimento quando abrem um jornal ou uma janela no seu browser. Eu não, e é tão triste.

20 novembro 2009

Actualização

6 comentários
Depois deste post, já lá vão uns meses, em que vos dizia que sou uma incapaz a comer com pauzinhos, achei por bem informar-vos que já sei.
É isso, a L. e a C. demoraram 2 minutos na sexta-feira passada.
Não é muito interessante, eu sei, mas não podia deixar-vos mal informados.

19 novembro 2009

Amor de Perdição XXXVII

4 comentários
Pessoas perspicazes.
É coisa para me fazer fã de alguém.
Aquela sensação de que o mundo está aqui mas aquela pessoa já está muito lá na frente. Que eu disse uma linha que todos perceberam mas que houve alguém que percebeu a página toda.
É gente porreira e, geralmente, gente que se diverte sem os outros perceberem bem porquê.

18 novembro 2009

Eu... (fui nomeada)

5 comentários
Diz a Deb (para onde é que linko??) que não posso fingir que não vi.

Eu já escolhi uma casa para ir morar com um "ele" sabendo que jamais isso iria acontecer.
E também já fiz uma lista de eu já's (nada de escandaloso).
Eu nunca vou parar de refilar (prometo).
Lista também nada escandalosa de nuncas
Eu sei muito menos do que gostaria.
Eu quero que o casamento homossexual seja aprovado. asap.
Eu sonho ter dinheiro que financie todas as minhas ideias. Nem sequer precisa ser meu, embora goste mais se for. Se alguém tiver dinheiro e quiser ideias....60%/40%?


Eu gostava de ler isto no blog de toda a gente que passa por aqui. Quero ver quem me faz a vontade. o_O
Eu juro que comecei uma lista com nomes, mas já ia demasiado longa. Façam lá a vontadinha, vá lá!

17 novembro 2009

Ódio de estimação XXXVIII

2 comentários
Odeio quem brinca com o trabalho dos outros. Sobretudo quando esses 'outros' sou eu, que tenho muito que fazer [e que não tivesse, sei bem com que me entreter] e não preciso de andar a perder tempo.

Aliás, a quantidade de vezes que paro para contar até 10 ou 20 ou 100 ultimamente não é nada saudável.
E eu que até queria escrever um post levezinho, quem sabe até com uma piaducha pelo meio.

16 novembro 2009

Pretenders

4 comentários
ou como eles pensam que nos enganam.
Ele começou hoje a trabalhar numa nova empresa.
Ele agiu sempre como se nada fosse, a partir do momento em que garantiu a transição pacífica.
Ontem encolheu os ombros quando recebeu uma sms dos pais a desejar-lhe boa sorte.
Ele deve achar que eu não reparei que vestiu o fato novo, com uma das camisas novas, em vez de um dos fatos que já tinha com uma das camisas do costume.
Deve também achar que não reparei que havia um frasco de perfume por abrir, há um mês ou mais, que foi aberto hoje.
Ou então acha que eu acredito que foi tudo uma coincidência!

Ahah! À próxima vez que se rir de mim por eu guardar uma peça para usar numa ocasião especial vai ouvi-las! Hoje não, hoje faço-me de moita e pergunto apenas como correu o dia.

15 novembro 2009

A caminho do Natal: report

1 comentários
Já comprei dois presentes: o meu para mim e o da minha mãe para mim.
Está a correr bem, não?
E ainda há o aniversário do sweetheart pelo meio.

13 novembro 2009

Dejá vu e isso tudo

9 comentários
Sou só eu a achar que este anúncio



é uma imitação descarada deste?

12 novembro 2009

Amor de Perdição XXXVII

3 comentários
Ganhar coisinhas.
Ou não fosse eu portuguesa.
Borlas, promoções e ofertas só pelos meus lindos olhos são coisinhas suficientes para me fazer ganhar o dia.
Só não me ponho em filas, isso não.


E claro que quando vejo gente em filas e amontoados só para ganhar uma amostra de não sei quê digo logo "esta gente, desde que seja grátis, até pontapés no cu". E claro que nestas alturas não me incluo na 'gente'.
De qualquer forma também não tento ganhar coisas que não me interessam. Como a outra que comprou 5 pijamas na feira só porque eram muito baratos e quando lhe disseram que não precisavam de pijamas ela disse que não fazia mal, ficavam para quando fosse preciso. Destas não faço.

10 novembro 2009

Ódio de estimação XXXVII

3 comentários
Odeio o ataque cerrado que se faz às crianças a partir desta altura do ano por meio de publicidade constante a brinquedos.
Brinquedos esses quase sempre inúteis.
Tento todos os anos, quando vou comprar a tralha para os filhos dos amigos e para o meu afilhado comprar brinquedos que conciliem o agrado dos pequenos com a aprendizagem ou o estímulo dos sentidos. Não se revela tarefa fácil, na maioria das vezes, mas consigo sempre alguma coisa e garanto que os miúdos ficam, de facto, agradados.
O meu maior desgosto (pequeno exagero, pronto) ainda é ter dado, Setembro passado, o Magalhães ao meu afilhado. Mas era o único que ainda não tinha um na sala dele, 'tadito.
(ainda não tive oportunidade de "testar" o computador mas desde que ouvi que tinha - tem? - erros de português que fiquei de cabelos em pé)

09 novembro 2009

shhh

3 comentários
Acho inacreditável a forma como praticamente todas as instituições públicas se fecham em si mesmas.
Ter acesso a informações financeiras, de gestão ou organização torna-se um bicho de muitas cabeças. São instituições públicas, não deviam estas informações ter esse carácter também?
Afinal quem é que as financia?
Depois dizem, a quem os queira ouvir, que o combate à corrupção vai ser intensificado.*


*E o que mais oiço nos noticiários é que a PJ isto e aquilo...posso ser muito ingénua, mas acho sempre que não há meios para fazer mais.

06 novembro 2009

Nice to know

10 comentários
Casa de banho de centro comercial. Local sempre agradável de visitar.
Esta, de que vou falar, não estava cheia. Mas não foi isso que me fez escrever.
Uma senhora segurança passeava-se, de cubículo em cubículo. Pelo espelho acabei por perceber o que fazia.
- Talvez seja útil dizer que aquelas casas de banho têm agora dispensadores de um qualquer líquido que serve para as pessoas limparem o tampo da sanita (como se alguém fosse sentar-se..) -
O que a senhora fazia era, então, ver se os dispensadores tinham líquido. Isto seria normalíssimo.
Mas a técnica era esta: aproximava-se da porta do cubículo
, levantava a perna e vá de carregar na patilha do dispensador com a sola do sapato.
Duplamente higiénico.
Se houver líquido cai no chão, quer haja quer não já está a patilha onde se põem as mãos conspurcada com aquilo que a senhora segurança tenha andado a pisar (podia exemplificar mas é desnecessário).
Portanto, senhoras, continuem a fazer a ginástica do WC público ou a levar a amiga que segura nas coisas, sim?

05 novembro 2009

Amor de Perdição XXXVI

1 comentários
Adoro as fotografias que os meus amigos põem no flickr. Porque são boas fotografias, mais do que por serem deles.
Mas chiu! Não lhes digam nada!

(não posso linkar porque não pedi autorização)

04 novembro 2009

It's a...er...a blog

17 comentários
Este blog faz hoje um ano.
É bom.
Gosto de aqui escrever, mesmo quando sei que o que escrevo não vale a pena ser lido.
É agradável saber que há alguém desse lado. Muito obrigada por isso. Mesmo!

Beijinhos e abracinhos (a quem se sentir mais fofinho)
E voltem sempre!

03 novembro 2009

Ódio de estimação XXXVI

4 comentários
Hora de ponta em transportes públicos.
Blharghh!
É o cheiro, é não ter espaço, é não conseguir respirar, é a falta de educação das pessoas.

----------
Ontem, nem hora de ponta era e o metro devia estar aí a meio da capacidade, um senhor muito bem educado decide berrar, e cito, "Vá toca a sair! Quem não quer sair, sai da frente".
Charming!

02 novembro 2009

Para pensar*

4 comentários
Esta notícia.
Caramba, que situação.

*E também para pedir a quem-quer-que-seja que nos livre de dificuldades semelhantes.

01 novembro 2009

Google Wave

9 comentários
Recebi um convite para o (preview) Google Wave! =D
Muito giro e tal... só me falta ter lá algum contacto..
Alguém está a usar?
Tenho 20 convites para quem quiser, é só mandar um mail. Mas se não quiserem mesmo usar ou se não estiverem para versões ainda em construção, o melhor é esperarem mais uns tempos.

Para quem não sabe que raio é isso do Google Wave pode ver alguma info aqui (página oficial) - se tiverem tempo para ver 1h20 de video (como eu tive, no Verão) vale bem a pena, se não, leiam só. No caso de não terem mesmo tempo nenhum, há sempre a definição da wikipédia.

30 outubro 2009

Agora tens, agora não tens

4 comentários
Desde há muito tempo que penso que as formas como apresentamos argumentos, mostramos indignação e nos manifestamos são o suficiente para nos fazer perder a razão. Não o discernimento, o facto de estarmos certos no que nos leva àquela situação.
Já debati esta tese, mas nunca ninguém me apresentou um argumento que considerasse suficientemente válido para me fazer sequer vacilar na minha opinião.
Concretizando: imaginem uma dessas fábricas que quer despedir centenas de trabalhadores. Não há muito que se possa fazer nestes casos mas os trabalhadores querem que lhes sejam pagos os ordenados em atraso, a administração diz que nem pensar*. Faz-se o costume: vigílias, comunicação social, pressões, negociações. Nada feito. Alguém duvida de que as pessoas têm direito a receber os seus ordenados? Não. Então, a multidão enraivecida decide destruir o Mercedes do manda-chuva.
Neste caso, para mim, perderam a razão. Quase perderam o direito de reivindicar o que é seu.
Num caso mais simples: a criança acaba de comer e pede à mãe o gelado que esta lhe tinha prometido. A mãe diz que não (está mal) e a criança faz uma birra daquelas de eriçar cabelos. Mesmo considerando que é uma criança, para mim, perdeu o direito ao gelado. Apenas e só porque não teve a atitude correcta.


*Para o caso vamos assumir que é uma daquelas empresas que nem em falência estão, vão ser transferidas as actividades para outro país, por exemplo.

29 outubro 2009

Amor de Perdição XXXV

4 comentários

Andar de baloiço.

Só é pena que as pessoas sejam tão presas a convenções que cada vez que um adulto se aproxima de um baloiço é olhado de lado. "Coitada, não tem noção."

28 outubro 2009

Sempre achei assim

2 comentários
Para perguntas parvas, respostas idiotas.

27 outubro 2009

Ódio de estimação XXXV

4 comentários

Gritarias, peixeiradas, chavascais.

26 outubro 2009

Estou chateada

5 comentários
Alguém me sabe dizer onde é que posso comprar malas da marca Fossil em Lisboa ou o local mais próximo? (Se me disserem Madrid serve, mas se for mais perto dá jeito)
Obrigada.

E serve para todos

2 comentários
Sabiam que hoje temos desculpas para não fazer nenhum?
Pois é, diz que hoje é o dia menos produtivo do ano. Por causa da mudança da hora + depressão e essas coisas.
Vejam aqui.
E como ninguém sabe se nos sentimos deprimidos ou não e essas coisas são como a idade, não se perguntam assim por nada, serve para todos.

Não se esqueçam é que o que não se faz hoje tem que se fazer noutro dia, sim? Depois não digam que a culpa foi minha.

23 outubro 2009

Confusão

4 comentários
Já há uns tempos que o facebook me sugeria que adicionasse uma pessoa que tinha o nome muito parecido a uma antiga colega de escola. O apelido era o mesmo, o nome era diferente em duas letras (para exemplificar, sem dizer o nome não vá ela ler-me e eu passar pela vergonha, como se a minha amiga se chamasse Cristina X e a sugestão de amigo fosse Cristiana X). Não tinha foto, não adicionei.
Esta semana aparece-me um pedido de amizade dessa pessoa, com foto. E era ela, sem dúvida. E eu pergunto-me se será possível que durante todos estes anos que a conheço toda a gente lhe chamasse um nome diferente do dela. É que até podia ser um diminutivo mas e os professores? E as pautas? E eu que tenho sempre atenção aos pormenores todos...
Esta dúvida mói-me mas não quero perguntar-lhe...já viram a vergonha?!

22 outubro 2009

Amor de Perdição XXXIV

6 comentários
Comida do dia anterior.
É tão melhor! Feijoada, bolonhesa, doces...tudo (menos massa e batatas) depois de repousar no frigorífico durante uma noite fica uma delicia.

21 outubro 2009

Só 5 minutos

1 comentários
Estás pronta para sair?
Estou. Estou quase... já só me falta calçar as botas, dar um jeito no cabelo, vestir o casaco, tirar umas coisas de que não preciso da mala. Ah e desligar o computador e a televisão.

20 outubro 2009

Ódio de estimação XXXIV

5 comentários
Que me sirvam café ou outras bebidas quentes em chávenas escaldadas.
É coisa que nunca peço e é coisa para estragar o momento.
E para me queimar o lábio, acontecimento doloroso e com consequências embaraçosas, como despejar o resto do café por mim abaixo.
Giro, não é? Eu não achei.

19 outubro 2009

A vedeta

4 comentários
Hoje (domingo), ao almoço, sentou-se na mesa ao lado da minha um senhor da tv com sua família. Era já tarde para um Português almoçar mas o restaurante em causa serve ininterruptamente do fim da manhã ao fim da noite.
Pouco depois de se sentarem, foram atendidos e fizeram o seu pedido sem sequer olharem para a lista. Nitidamente costumam ir ali.
Ainda não tinham passado 5 minutos e o senhor-da-
tv perguntou ao empregado que entretanto tinha ido à minha mesa se as entradas demoravam muito (que já eram quase saídas... ah-ah-ah). Passados outros 5 minutos, o senhor aproveitou a aproximação de outro funcionário para cancelar as entradas, que já estavam a demorar muito e que já não as queria.
Entre sentarem-se à mesa e cancelarem as entradas passaram uns 15 minutos (apesar de ele ter contado 20).
Quando eu sai, tive ainda tempo de ouvir um comentário entre empregados que diziam que até costumam fazer atenções àquele cliente e que agora é assim.
E o senhor nem sequer é assim muito conhecido. Eu nem sei o nome dele.
Estúpido.

16 outubro 2009

Ralph Lauren despede Filippa Hamilton

11 comentários
por EXCESSO de PESO. Aqui.

A Filippa Hamilton é esta.

E é despedida depois de ser apresentada ao público assim:

Now I feel fat.

15 outubro 2009

Amor de Perdição XXXIII

8 comentários
Atão, atão eu ainda não vos disse que ammmmmmo música?
Pois claro que é um amor de perdição. Um dos poucos universais, talvez.
O que gosto na música é isso. E também o facto de dar para tudo: dançar, dormir, ficar feliz, ficar triste, dizer coisas bonitas, dizer coisas feias, conversar, evitar conversas e tudo mesmo.
Também há aquela coisa de ser uma linguagem universal. É o que dizem.


Não consigo escolher uma música favorita. E vocês, conseguem?

13 outubro 2009

Sobre esta história da Maitê

9 comentários
Já que ia ser badalhoca e cuspir em património público, não era de aprender a cuspir antes? Em vez de estar ali..assim, cai-não-cai, como se pode ver.

Ódio de estimação XXXIII

1 comentários
Futebol
Ok, ok, não é futebol
per se.
A questão é esta: não acho piada a futebol, tal como não acho piada a saber a vida da família real de um qualquer país. O que me incomoda é que não há um dia que passe sem que alguém decida falar-
me de futebol. Porque há jogo, porque há bronca, porque o jogo foi ontem, porque o jogo é para a semana.
A sério: não quero saber. Só me interessa saber quando é que há jogos na 2ª circular para não ser apanhada desprevenida. E isso não tem nada a ver com futebol.*
A única coisa que ainda posso achar piada são as declarações do Paulo Bento, por isso mesmo - tem piada. Mas, lá está, isso não tem nada a ver com futebol.*

Cada um com os seus amores mas, já agora, com tantos interesses que todos temos, vamos tentar conciliá-los, boa? Obrigadinha^^

*mas há sempre quem não perceba isto.

12 outubro 2009

Nichos de mercado

2 comentários
No mundo empresarial, o truque para o sucesso é encontrar um nicho de mercado que esteja subaproveitado e explora-lo. Toda a gente sabe.
Os nichos de mercado são uma coisa gira, digo eu. E digo porque entendo que todos nos inserimos num ou mais nichos: ou lemos determinado género literário (menos mainstream), ou porque gostamos de cinema ou música que os outros recusam à partida, ou porque percebemos imenso de um assunto e gostamos de explorar, ou uma imensidão de coisas que seria cansativo especificar.
Blá blá blá
Quero dizer que gosto de nichos e gosto que eles existam e por isso gosto deste senhor aqui, ó:
Chama-se Robert LaSardo e todos os que gostam de séries de televisão já o viram mais do que uma vez.
Para mim ele vence o prémio "explorador de nicho hollywoodesco" porque faz sempre o papel de vilão (gangster, traficante, chulo, preso-por-uma-coisa-qualquer-muito-grave).
O mais engraçado da coisa é que ele tem um ar muito simpático.

Pronto, gosto. Não é um amor de perdição, mas gosto.

10 outubro 2009

Que las hay, hay

2 comentários
Ontem estávamos a caminho de casa, à noite, de carro e passa por nós um rapaz de mota aos ziguezagues, cheio de pressa e armado em campeão. Só lhe faltava fazer cavalinhos.
Diz "ele"(o stressadinho do costume): Mas porque é que esta gente não se espeta sozinha?? É que parece que só assim é que vão aprender..

Tudo certinho, nada de anormal. Um rapaz armado aos cucos e um stressado a stressar. Mas já estão mesmo a ver, não é?

Paramos num semáforo, antes de uma curva e somos o 3.º ou 4.º carro da fila. A mota arranca logo que o sinal passa a verde e continua a fingir que está numa pista de corridas. Como é uma curva deixo de o ver mas quando passamos a curva lá está ele: mota no chão virada às avessas e o rapaz em pé ao lado dela. (não pareceu que se tivesse magoado, nem tinha a roupa rasgada, e pararam logo dois carros para o ajudar)

Isto tem mais 'graça' se se lembrarem deste post em que conto que a máquina comeu o cartão depois de ele dizer "espero que a máquina não me coma o cartão".

A minha mãe já lhe pediu que diga em voz alta "Mas porque é que a minha sogra não ganha o totoloto?"

08 outubro 2009

Amor de Perdição XXXII

5 comentários
Os (meus) amigos.
Poucos. Bons.
Não é linda a amizade?

07 outubro 2009

(sem título)

0 comentários
Hoje passou-me pelas mãos esta imagem publicitária de uma exposição de chapéus no museu Victoria & Albert. Achei brilhante e decidi partilhar convosco.

06 outubro 2009

Ódio de estimação XXXII

3 comentários
Que durante uma conversa, sobretudo se for apenas entre duas pessoas, alguém desvie o olhar (e pare frases a meio, muitas vezes) para o telemóvel e o fixe ali enquanto lê e até responde a uma sms.
Há uma coisa que odeio ainda mais: aperceber-me de que eu própria 'acabei' de o fazer (e não foi para ver as horas).
Acho que é mau, mas o vicio é tão grande e o falso multi-tasking está tão enraizado que já ninguém liga a estas coisas.

05 outubro 2009

Resolução de ano novo

3 comentários
Dar uma volta na minha vida.

04 outubro 2009

Dúvida

4 comentários
Porque será que nos seus anúncios a TVI diz
"nA tvi e nO tvi24"
?

02 outubro 2009

O Google Street e como estou maravilhada

0 comentários
Agorinha, precisei de consultar um site que tinha visto anunciado num sítio. Mas é sempre a mesma coisa, não é? Vemos, pensamos que é muito interessante, repetimos umas quantas vezes para nós próprios e quando precisamos de nos lembrar puf. Nada. (irónico dado o nome que escolhi para mim própria).
Anyway, como sabia onde tinha vista o tal site foi só inserir o nome da rua no google, navegar na rua até ao sítio onde sabia que a informação (provavelmente) está e voilá, encontrei.
Giro, muito giro.

01 outubro 2009

Amor de Perdição XXXI

1 comentários
O facto de existirem coisas simples que são capazes de nos fazer felizes ou, pelo menos e nos piores dias, nos provocar um sorriso ou um momento agradável.



Ontem não tive nadinha disso. Too bad.

29 setembro 2009

Ódio de estimação XXXI

3 comentários
Falta de modéstia, presunção* e (permitam-me a expressão) bazófia.
Odeio complexos de superioridade (onde leio muitas vezes o maior dos complexos de inferioridade) e o propositado show-off.
Odeio quem se aproveita de posições de vantagem - poder, destaque pontual, contactos privilegiados - para tomar como sua a propriedade (intelectual) dos outros.

Demasiadas coisas? Talvez mas cá por mim metia-se tudo no mesmo saquinho (podia ser do Continente) e envia-se ali para o Triângulo das Bermudas.

*A presunção leva muita gente a muito lado, aceito-a em quantidade moderada e a espaços.

28 setembro 2009

Sobre os resultados das legislativas

4 comentários
há tanto a dizer e a mim não me apetece dizer nada.
Ainda bem que todos ganharam alguma coisa. Eu achei que foi mais ou menos como ir ao casino, jogar 50 euros, perder a totalidade e depois recuperar 25. No dia seguinte dizem [os jogadores] que ganharam 25 euros.
Confesso-me ansiosa em relação aos desenvolvimentos dos próximos meses, acho que o telejornal vai ser acompanhado por pipocas.

27 setembro 2009

(acho que) Recomendo

3 comentários

Raras são as vezes em que leio o livro e vejo o filme, e acho que nunca vi o filme e li o livro depois. A razão é óbvia.
Mas desta vez li o livro e mal o filme saiu fui a correr.
Veredicto: filme muito bom mas, como sempre, muito se perde.

Só comecei a achar piada à escolha da actriz para Lisbeth (personagem principal exequo) lá para o fim.

Nunca cedo a best-sellers pelo simples facto de que quando o fiz não gostei, mas a série Millennium conquistou-me e tirou-me o sono.

25 setembro 2009

Neste ultimo dia de campanha

6 comentários
quero lembrar uma coisa

Povo de Portugal!
Votar
é
Grátis
!!!

Será?

4 comentários
Será que se eu explicar às pessoas que há três dias que não consigo ler os posts dos outros blogs e que isto se está a acumular me dão menos que fazer?
Então e se eu lhes mostrar que o meu bloglovin' marca 160 posts?

24 setembro 2009

Amor de Perdição XXX

4 comentários
Longas conversas.
Daquelas que não são interrompidas por nada nem ninguém, que se prolongam por horas e horas por fazerem esquecer o cansaço e os compromissos do dia seguinte. Porque são as melhores. Versam sobre tudo e sobre nada e nunca, nunca mesmo, se tornam enfadonhas.
Geralmente acompanham primeiro um bom jantar e depois uns copázios, quase sempre em casa de alguém (que é o único sítio de onde não nos expulsam mesmo que já sejam 8h da manhã do dia seguinte) e só acabam porque tem de ser, mesmo que 'tenha de ser' durante 4h até que finalmente, a contragosto, terminam. Sempre com promessas de repetir brevemente.
O brevemente costuma demorar algum tempo.

23 setembro 2009

Filmes do (meu) dia

2 comentários
Cenário: café onde faltou a luz, está iluminado só pela luz que vem da rua.
Acção: Há gente que espera junto ao balcão. "Não há café" - diz a funcionária. "Não há??" - dizem duas pessoas, muito espantadas.
Pois, se não há luz..

Cenário: fila de espera - bicha, se preferirem.
Acção: O jovem à minha frente é atendido.
"Preciso do seu BI ou Passaporte" - dizem do outro lado do guichet.
"Não tenho"
"Não?"
"Só o cartão do cidadão"

Assim não me espanta tanto tempo à espera para ser atendida. Realmente quem não quer perceber, não percebe.

22 setembro 2009

Pedido muito especial aos senhores dos elevadores:

3 comentários
Podem pôr um automatismo nos elevadores para que, em dois, haja sempre um no piso 0? Por favor, por favor!
É tão chato chegar cansada (ou com pressa ou em aflição) e estar meia hora (pelo menos parece) à espera que venha um dos dois elevadores que estavam (os dois) no último andar...
Sim? Obrigada.

Ódio de estimação XXX

8 comentários

Calçada Portuguesa
Sim, já sei, sou uma herege. Não faz mal, estou habituada.
Não gosto porque só é bonito quando é bem feito, e nunca é, quando tem padrões interessantes e quando é direitinho para se poder andar descansado(a). Não é a direito=tropeções=sapatos estragados=umas lesões(inhas).
Muito melhores são, por exemplo, os passeios de Barcelona. Bonitos, desenhados pelo Gaudi. Direitos, não incomodam ninguém. Largos, passa toda a gente e mais um. E de outros muitos sítios.
É que a calçada portuguesa já nem é (assim tão) original e característica.
Não gosto, sobretudo pela manhã.

20 setembro 2009

(sem título)

2 comentários
É engraçado como às vezes as pessoas dizem o que pensam (mas tentam esconder) sem sequer se aperceberem de que o fizeram...

19 setembro 2009

Ena pá

3 comentários
Os Tou do Bollycao estão de volta!
Acho que agora são cor-de-rosa.

18 setembro 2009

T.A.

5 comentários
Um dia gostava de perceber se alguém está a prestar atenção aos Tempos de Antena do vários partidos. Eu até me interesso pelo assunto e não consigo ver nem um vídeo até ao fim. Serei só eu?
E este ano há aqueles mimos dos x minutos em que só aparece o nome do partido e a informação de que o programa não foi facultado.
O marketing politico é tão agressivo em alguns aspectos e tão parco noutros que chega a ser incoerente.

E eu a pensar que isto só acontecia nos States

0 comentários
Perseguição com tiros e tudo, aqui mesmo em Lisboa.
Leiam mais, aqui.

17 setembro 2009

Amor de Perdição XXIX

6 comentários
Chorar a rir.
Chega a ser incomódo ter um ataque de riso tal que me começam a cair as lágrimas pela cara abaixo mas a sensação é tãããão boa! Parece que nos saem uns quilos de cima.

16 setembro 2009

Uma coisa engraçada sobre Munique

5 comentários
Enquanto passeávamos por Munique íamos vendo uns rapazolas de prancha de surf ou bodyboard debaixo do braço. Uma coisa estranhíssima. Ali não há mar, para que seria aquilo?
Depois descobrimos.
As fotos não são grande coisa, mas foi o possível.




A viagem - Munique

4 comentários
Saved the best for last.

À excepção da comida, adorei Munique. Adorei, adorei, adorei.
É muito grande e tem imensa coisa para ver, estivemos 3 dias por lá e foi pouco: vimos tudo mas bastante à pressa.
Tem tudo: cultura, história, jardins, gente que é turista e gente que anda na sua vida. Tem museus muito muito grandes, há um que tem 17km de exposição (segundo o guia da American Express).
Além de tudo, acho que deve ser uma óptima cidade para morar.
























15 setembro 2009

Ódio de estimação XXIX

2 comentários
Conversa de circunstância.
Aquela treta da pessoa que mete conversa no metro, ou os taxistas (que insistem em falar de futebol...belas histórias podia eu contar) que se sentem sozinhos só com o rádio, ou a pessoa perto de nós numa fila de espera que não se entretém sozinha... e que nem com 'pois, pois' percebem que não queremos conversa, pelo contrário, decidem desbobinar a sua vidinha toda e mais a dos vizinhos.
E depois há os doidos que nos falam em códigos estranhos sobre assuntos e pessoas que não nos dizem nada e que nos fazem temer pela nossa segurança...
(menos, menos)

14 setembro 2009

...

5 comentários
Eu qualquer dia inicio uma rubrica com as lógicas deste país e de todos os que por cá vivem.
Hoje dou com este artigo: a ASAE fechou um refeitório social, leia-se sopa dos pobres, em Faro.
Eu até aprecio a existência da ASAE, de certa forma sinto-me mais descansada por saber que são meticulosos (ou deixo-me enganar nesse sentido?). Como muitos, acho que exageram e que os critérios e as exigências são por vezes idiotas se tivermos em conta as condições de quem tem de as cumprir. No geral, classifico positivamente o trabalho deles.
Mas, a sério??! Fechar um sítio onde pessoas que não têm nada vão buscar uma refeição decente e por vezes a única do dia? Na situação actual, em que cada vez mais gente precisa?

11 setembro 2009

Amor de Perdição XXVIII

10 comentários

O Outono.
Gosto das cores, do frio que começa, das roupas e dos acessórios, de não esperar que o chá arrefeça e das noites que se passam no sofá debaixo de um cobertor.

A viagem - Innsbruck (fotos)

0 comentários








09 setembro 2009

A viagem - Salzburgo

2 comentários
Não vou voltar a dizer que a cidade é linda, já viram isso.
É pequena também.
Na primeira noite, enquanto jantávamos numa esplanada e eu, ao fundo, sobre as montanhas, via os relâmpagos cada vez menos espaçados, como estávamos sentados na mesma mesa que um casal local acabámos por meter conversa. Já tínhamos visto que para aquelas bandas se anda muito de bicicleta, mas aquele casal explicou que, mesmo morando a 2km do centro da cidade, iam e vinham os dois todos os dias de bicicleta, mesmo à chuva. Ao todo, durante o ano passado fizeram 4200km de bicicleta só nestes trajectos diários para a cidade e dentro desta. Sem contar com o que fizeram por desporto. E desenganem-se se estão a imaginar um casal de 20 e poucos anos...tinham 40 e poucos..
A conversa continuou e perguntámos pela neve ali na zona (sendo uma zona montanhosa pensamos logo nisso). Pois que ali a malta pode dar-se ao luxo de quando lhes apetece pegar nos skis, subir um bocadinho de montanha, apanhar um teleférico e descer...assim como quem vai ali passear. Se a inveja matasse...
(depois disto, para arrefecer ideias, apanhámos uma molha até ao hotel)

08 setembro 2009